Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

PJ faz operação contra rede na Segurança Social que ‘legalizou’ mais de mil imigrantes

Doze detidos por envolvimento em esquema que potencia risco de terrorismo

Mais de mil imigrantes ilegais, a maioria de países que fazem accionar o alerta vermelho para o risco de terrorismo, como é o caso do Paquistão, entraram na Europa por Portugal, nos últimos anos, através de um gigantesco esquema de corrupção que permite simular a legalização destes suspeitos nos serviços centrais da Segurança Social (SS) de Lisboa.

É por isso que seis funcionários da SS foram detidos na manhã desta terça-feira pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ, em articulação com o DIAP de Lisboa, apurou o CM, tal como seis intermediários do esquema – cidadãos do Paquistão, Índia ou Bangladesh.

Na prática, o esquema detectado pela PJ passa por funcionários da SS, a troco de milhares de euros por cada uma das centenas de situações que já despacharam, atribuírem números de identificação da SS (NISS) a imigrantes ilegais que nunca trabalharam em Portugal, como se aqui estivessem empregados, com contratos de trabalho válidos e os impostos em dia. O objectivo é permitir que estes imigrantes, depois de conseguirem entrar em Portugal e no espaço Schengen com vistos turísticos, consigam permanecer e circular pela Europa iludindo as autoridades – nomeadamente o SEF – exibindo um NISS como se de imigrantes legalizados se tratasse.

Esta operação da PJ, com 12 detidos, empenhou mais de 130 inspectores de norte a sul do país e passou por cerca de 50 buscas. (Correio da Manhã)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »