Libolo joga cartada decisiva no Sudão

Com os processos de jogo consolidados e apostado em conquistar um resultado positivo, o Recreativo do Libolo viaja hoje para o Sudão, onde no sábado defronta o Hilal el Obied Clube, em desafio referente à quinta jornada do grupo C da Taça da Confederação Africana de Futebol (CAF), Nelson Mandela.

A formação do Cuanza Sul joga uma cartada decisiva, de forma a estar a um passo da qualificação para os quartos-de-final da competição.

Para garantir a passagem à outra fase da prova, o Recreativo do Libolo é obrigado a vencer, ou nas piores das hipóteses a arrancar um empate. Assim, no jogo de Calulo com o Smouha do Egipto, na última jornada, pode decidir a sua sorte no torneio. “Este e o próximo jogo são decisivos, para aquilo que são as nossas obrigações no torneio. É importante pontuarmos no Sudão, para na última jornada decidirmos a qualificação em casa”, disse ao Jornal de Angola o técnico Vaz Pinto.

Neste jogo, o timoneiro do representante angolano passa a ter mais opções na equipa, já que cinco dos sete atletas lesionados estão recuperados, casos de Dário, Viet, Nelito, Hélio Roque e Ricardo Baptista. Em fase de recuperação, continuam Carlitos e Gomito. Por acumulação de amarelos, Eddie Afonso e Kaya falham o jogo.
Na véspera do desafio frente à equipa sudanesa, o Libolo realizou um estágio de dez dias em Portugal, a fim de manter reunido os jogadores. Vaz Pinto aproveitou para trabalhar, sobretudo, a condição física. (Jornal de Angola)

por António de Brito

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »