Lesados do BES caçam políticos de férias no Algarve

Diploma legal que permitia enquadrar solução adiado.

Vários lesados do BES, sobretudo do Norte de Portugal, decidiram juntar-se em grupos de cerca de 50 pessoas e, a partir de 1 de Julho, rumar ao Algarve para “caçar” políticos nas praias.

Em causa está o facto de o diploma legal que cria a figura dos Fundos de Recuperação de Crédito, uma legislação que permite enquadrar a solução para os lesados do papel comercial do BES e pagar as indemnizações, não ter sido votado na sexta-feira, no Parlamento, para baixar ainda à comissão de Orçamento e Finanças para discussão na especialidade.

Em declarações ao CM, Ricardo Ângelo, da Associação de Indignados e Enganados do Papel Comercial (AIEPC), disse que tiveram conhecimento dessa iniciativa. “Não é organizada pela Associação. É uma iniciativa de lesados do Norte do país que mostra o desespero e a desilusão perante algo que era aguardado com expectativa”.

Segundo Ricardo Ângelo, a não votação do diploma mostrou “desinteresse” dos deputados pelo sofrimento de milhares de pessoas, e a AIEPC tudo fará, no que estiver ao seu alcance, para que a solução seja devidamente implementada no prazo estipulado. (Correio da Manhã)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »