Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Jovens devem assumir o papel de construir e edificar o país

Os jovens devem assumir o seu papel e a sua responsabilidade na construção e edificação do país, mormente no desenvolvimento espiritual, com o propósito de reconstruir uma sociedade sã.

A apreciação foi feita hoje, quarta-feira, pela directora-geral do Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos (INAR), Ruth Mixinge, em representação da ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, na abertura da conferência com o tema “Eliminemos as causas espirituais dos conflitos e consolidemos a paz”, promovida pela associação religiosa Sûkyô Mahikari.

Sublinhou o país tem o privilégio de ser uma nação constituída maioritariamente por jovens, de acordo com o Censo realizado em 2014, com uma faixa etária dos 0 a 18 anos e 23, 35 porcento é o grupo da população entre 19-34 anos, razão pela qual cabe-lhes a responsabilidade de liderar o desenvolvimento espiritual.

“Qualquer ser humano é um ser espiritual e social e necessita de compreender o seu real papel na sociedade e, ter consciência do impacto das suas atitudes, comportamentos e práticas”, frisou.

Na sua intervenção, ressaltou a importância desta conferência, como sendo actual no contexto que o país vive, para cumprir com o dever cívico no exercício da cidadania activa, responsável e comprometida.

Referiu que os angolanos conhecem o valor da paz e como tal têm contribuído no crescimento social, económico e em particular na consolidação da unidade nacional.

Acrescentou igualmente que cada um deve sentir-se responsabilizado pela preservação e manutenção da paz, que influencia a paz colectiva, permitindo que a sociedade possa viver e conviver em harmonia.

Por fim, encorajou a Direcção da associação Sukyo Mahikari em Angola a prosseguir com o seu trabalho no sentido de reforçar a sensibilização de todas as forças vivas da sociedade em prol da promoção da cultura da paz, respeito ao próximo e ao amor a pátria. (ANGOP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »