Huíla: Castanheira de Pêra regista progressos

Situado a 25 quilómetros a sul do município da Matala, na Huuíla, o sector de Castanheira de Pêra, com seis mil habitantes, está a registar progressos significativos nos diversos sectores da vida, com realce para o de energia e águas.

Mais de seis mil habitantes, distribuídos em seis aldeias, passaram, este ano, a beneficiar de água potável e energia eléctrica, fruto de um programa da administração local em execução desde 2013, que permitiu expandir a rede de electricidade e construir um sistema de captação e tratamento de água.

A informação foi hoje, terça-feira, prestada à Angop, pelo administrador do sector, Miguel Sandovala, frisando que, nos últimos cinco anos, o governo construiu um sistema de tratamento e distribuição de água potável, que abastece todos habitantes do sector.

Segundo o responsável, os investimentos do governo permitiram igualmente o melhoramento na distribuição de energia eléctrica, com a instalação de novos postos de transformação de energia eléctrica.

Miguel Sandovala fez saber que, no sector da educação, durante o presente ano lectivo, foram matriculados mais de dois mil e 500 alunos do ensino primário e do primeiro ciclo do ensino secundário, distribuídos em 20 salas de aulas, número duas vezes maior em relação ao ano anterior.

O sector de saúde, Miguel Sandovala disse que a castanheira, nos últimos anos, ganhou um centro médico reabilitado e apetrechado, com serviços de pediatria, consultas de pré-natais e externas, entre outros, suportados por seis técnicos de saúde.

O sector da Castanheira de Pêra tem mais de seis mil e 800 habitantes distribuídos pelas aldeias Viloeca, Funfu I e II, Cambangela, Kilamba e a sede, cuja actividade principal é a agricultura familiar. (ANGOP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »