Ex-primeiro-ministro israelita será beneficiado de “liberdade antecipada”

O ex-primeiro-ministro israelita, Ehud Olmert, que cumpre uma pena de 27 meses de prisão por corrupção, será beneficiado pela liberdade antecipada, anunciou o seu advogado.

“O comité (de liberdade condicional) aceitou todos os nossos argumentos”, afirmou Shani Illouz à rádio pública israelita.
“Olmert será libertado no domingo”, anunciou, antes de explicar que o ministério da Justiça pode apelar contra a decisão.

Caso a libertação aconteça no domingo, Olmert terá cumprido dois terços da pena.
Olmert, de 71 anos e que comandou o Executivo israelita entre 2006 e 2009, está preso desde Fevereiro de 2016 e é o primeiro ex-governante do país a cumprir uma pena de prisão.

No dia 20 de junho foi hospitalizado com dores no peito. (AFP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »