Ex-primeiro-ministro francês Manuel Valls abandona Partido Socialista

O ex-primeiro-ministro francês Manuel Valls anunciou hoje que abandona o Partido Socialista, após 37 anos de militância, sublinhando que se enquadra na maioria parlamentar do novo presidente Emmanuel Macron.

Numa entrevista à estação de rádio RTL, Valls disse que se “passou uma página”, referindo-se às presidenciais franceses e às eleições legislativas que lhe garantiram a reeleição como deputado.

“Por coerência quero estar no centro desta maioria (liderada por Macron). Acaba-se uma parte da minha vida política”, afirmou.

Manuel Valls apresentou a demissão do cargo de primeiro-ministro no final de 2016, participou no passado mês de Janeiro nas primárias do Partido Socialista, para a escolha do candidato às presidenciais, mas foi derrotado por Benoit Hamon ligado à ala esquerda dos socialistas francesas.

Hamon foi eliminado na primeira volta das eleições gerais, no dia 23 de Abril, não tendo o Partido Socialista ultrapassado os 6,2 por cento dos votos, um resultado historicamente baixo.

Duas semanas após a primeira volta das legislativas, Valls afirmou que o actual Partido Socialista estava “morto”.

Manuel Valls apresentou-se como candidato do novo partido de Macron, República em Marcha, pela circunscrição de Evry, arredores de Paris, tendo sido eleito deputado. (Jornal de Negócios)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »