Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Angola na lista dos países onde há tráfico de seres humanos

O Departamento de Estado americano manteve Angola pelo segundo ano consecutivo no grupo de países que não cumprem todos os requisitos para combater o tráfico de pessoas.

O “Relatório sobre o Tráfico de Pessoas 2017”, destaca, no entanto, os esforços realizados para combater o fenómeno e recomenda mais e melhor investigação, legislação e assistência às vítimas.

Angola tem sido durante os últimos cinco anos origem e destino de homens, mulheres e crianças ligados ao tráfico sexual e trabalhos forçados, sobretudo nas áreas da construção civil, serviços domésticos, agricultura e no mercado diamantífero.

O país continua a ser um destino de mulheres do Brasil, Namíbia, República Democrática do Congo e Vietname, para tráfico sexual, enquanto a comunidade chinesa recrutar jovens mulheres para as empresas no país, com a promessa de emprego, mas depois são forçadas a se prostituírem para pagar os custos da viagem.

O Departamento de Estado nota a criação de uma comissão interministerial que, desde 2014, tem tomado medidas e decisões com impacto no combate ao fenómeno.

O documento recomenda ao Governo angolano que aumente as investigações a situações de tráfico laboral e sexual, inclusivamente nos casos em que existe suspeita de cumplicidade de altos dirigentes do país, mais e melhor legislação para combater a “lavagem de capitais”, maior fiscalização aos locais de trabalho onde as suspeitas são maiores e melhoria na assistência médica e jurídica às vítimas.

As autoridades angolanas, diz o relatório do Departamento de Estado americaro, não atingiram os requisitos mínimos em “muitas áreas”, como a criação do fundo de protecção de mecanismos, bem como legislação, abrigos e serviços médicos e psicológicos às vítimas. (VOA)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »