Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Acreditados adidos de defesa militar do Botswana e da Turquia

O coronel Boiteko Peter Maselesele, da República do Botswana, e o capitão de Mar e Guerra Mustafa Temur, da Turquia, das Forcas Armadas deste países foram acreditados hoje (quinta-feira), em Luanda, adidos de defesa militar junto das suas embaixadas, em Angola.

Em cerimónias separadas decorrida no quartel do Comando do Exército, concedeu posse aos dois novos adidos o secretário de Estado da Defesa para a Política de Defesa, Gaspar Santos Rufino, que na sua intervenção reconheceu haver um esforço, por parte das autoridades angolanas, em reforçar os laços de cooperação com estes países.

O coronel Boiteko Peter, nascido em 1963, incorporou-se nas Forças Armadas do seu país em 1988 e fez várias formações militares com referência para o curso de Comando e Estado Maior, gestão em missão de paz integradas, de investigação e de comandante de companhia-instalação de treino da força.

Dentre os cargos já ocupados destaca-se o de oficial comandante e do Estado Maior de operações de treino, de oficial administrativo do Estado Maior e oficial comandante da Polícia Militar.

Na sua intervenção, o oficial do Botswana referiu que o procedimento protocolar ora realizado vem testemunhar a longa amizade existente entre Angola e o seu país quer a nível militar como em outros domínios.

“Botswana e Angola têm interesses comuns e partilham muitos desafios quer do ponto de vista económico e de segurança. Durante o meu mandato tudo farei para reforçar ainda mais os laços de amizade e cooperação”, concluiu.

Já o capitão de Mar e Guerra turco, Mustafa Temur, nascido em 1975, ingressou na universidade militar do seu país em 1989, tendo se formado na escola superior naval e academia naval da Turquia em guarda naval.

Das funções já exercidas no seu país consta as de oficial de comunicação e de eletricidade, engenheiro assistente oficial de navegação, operações e armas.

De igual modo, o adido turco em breves declarações considerou ser um privilégio trabalhar em Angola e manifestou a intenção de trabalhar com as autoridades militares locais no sentido de promover o reforço da cooperação entre as forças armadas de ambos países. (ANGOP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »