Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Congo: família de presidente indiciada em Paris

No mesmo momento em que decorre em Paris um processo sobre bens alegadamente adquiridos de maneira ilícita em França, pelo vice-presidente da Guiné-Equatorial,a filha e o genro do Presidente do Congo, Denis Sassou , foram indiciados no âmbito do inquérito judicial sobre a origem do património de algumas famílias de dirigentes africanos.Entre estas, as famílias dos Presidentes Teodoro Obiang Nguema da Guiné Equatorial, Denis Sassou Nguesso do Congo e do falecido Omar Bongo do Gabão.

Depois do sobrinho, Wilfrid Nguesso, no passado mês de Março , os juízes de instrução parisisenses indiciaram esta semana Julienne Sassou Nguesso e o seu marido Guy Jonhson por factos presumidos de branqueamento de desvio de fundos públicos. A informação foi divulgada pelo canal de televisão privado, M6. William Bourdon actual advogado da ONG Transparência Internacional, na origem da queixa contra os bens alegadamente mal adquiridos em França por famílias de dirigentes africanos, declarou que uma vez terminado o julgamento do vice-presidente da Guiné-Equatorial, Teodorin Obiang, terá início o dos Sassou Nguesso.

Segundo Jean-Marie Viala, advogado do Presidente congolês, Denis Sassou Nguesso, o processo instaurado por Bourdon através da associação Survie há dez anos , será anulado graças à procedimentos inteiramente legais. Em Fevereiro de 2016, Viala apresentou em França uma queixa em nome de Denis Sassou Nguesso. De acordo com o advogado, os documentos nos quais baseiam-se as investigações não correspondem à realidade.

Julienne Sassou Nguesso de 50 anos, foi no passado agente de seguros, e o seu marido Guy Jonhson de 53 anos e jurista. Os investigadores questionam a origem dos fundos , que possibilitaram ao casal a compra de uma mansão com sete assoalhadas e uma piscina interior,em Neuilly-sur-Seine, um subúrbio abastado no oeste de Paris. A mansão teria custado um pouco mais de 3 milhões de euros. O total das obras de renovação foi de 5,34 milhões de euros. (RFI)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »