Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Executivo prevê aumentar capacidade de energia na Lunda Sul

A capacidade de fornecimento e distribuição de energia eléctrica na província da Lunda Sul poderá aumentar, nos próximos anos, de 16,5 para 40 megawatts, anunciou hoje, quarta-feira, no município de Dala, o ministro de Energia e Águas, João Baptista Borges.

O ministro fez este anúncio durante a cerimónia de inauguração do aproveitamento hidroeléctrico do Tchihumbwe, tendo realçado que o aumento da capacidade de energia será fruto da construção da hidrochicapa II nos próximos anos.

Por outro lado, disse que a região leste do país dispõe de condições para construção de mini barragens hídricas para atender as comunidades, permitindo assim o desenvolvimento socioeconómico e consequentemente a melhoria das condições de vida da população.

Assegurou que o Executivo vai continuar a trabalhar com objectivo de melhorar a capacidade de distribuição de energia eléctrica, por ser um elemento fundamental para a dinamização da indústria e do desenvolvimento sustentável.

Aproveitou a ocasião para agradecer as equipas de desminagem, os governos provinciais da Lunda Sul e Moxico, pelo trabalho abnegado na construção do aproveitamento hidroeléctrico do Tchihumbwe.

“Este empreendimento hidroeléctrico é fruto do trabalho abnegado de todos os que nela trabalharam, começando pelas equipas de desminagem que conseguiram eliminar vários engenhos explosivos, os governos provinciais da Lunda Sul e Moxico, pelo apoio e colaboração, entre outros trabalhadores” reconheceu.

A energia na Lunda Sul é fornecida a partir de duas fontes, nomeadamente a Hidroeléctrica do Chicapa com capacidade de 16 megawatts, das quais quatro para cidade de Saurimo e 12 para Sociedade Mineira de Catoca, além da central térmica com uma potência de 12.5 megawatts.

Com capacidade de gerar 12,42 MW de energia eléctrica, o aproveitamento hidroeléctrico do Tchihumbwe, inaugurado pelo ministro da Defesa Nacional, João Lourenço, destina-se ao fornecimento de energia eléctrica à cidade de Luena (província do Moxico) e à região do Dala (Lunda Sul), conta com uma central hidroeléctrica com quatro grupos geradores, com turbinas do tipo Francis Horizontal, sendo duas de 4,14 Megawatts e duas de 2,07 Megawatts, totalizando 12,42 MW.

Para o transporte de toda energia, a barragem conta com uma linha de transmissão de alta tensão de 110 kilovolt, com 298 torres, para cidade do Luena, numa extensão de 99 quilómetros.

Em paralelo, o aproveitamento conta com uma subestação de 110/15 KV, junto à central térmica da cidade do Luena, província do Moxico, com dois transformadores de 10 MVA cada.

No município de Dala, há uma subestação com dois transformadores, com potência de 10 MVA, com tensão de 6,3/110 KV.

Para distribuição de energia no município do Dala, foi construída uma rede de média tensão e a instalação dos PT’S monoblocos, num total de seis transformadores com tensão 15/0,4 KV.

O município do Dala, região que alberga o aproveitamento hidroeléctrico, vai beneficiar, numa primeira fase, 320 ligações domiciliárias. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »