Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Cabinda: Eficiência energética debatida em palestra

A eficiência energética e seu impacto no planeta foi tema de uma palestra realizada quarta-feira, nesta cidade, promovida pela secretaria provincial da Energia e Águas.

Na sua dissertação, o secretário provincial da Energia e Águas, André Massanga, começou por falar sobre os conceitos de eficiência energética, fontes de energia renováveis e não renováveis, tipos de energia, poupança energética, gases de efeito estufa, causas e consequências.

Durante a apresentação foi feita uma projeção do consumo energético por família em Angola que actualmente é de 610 kwh em 2017, prevendo-se o aumento para 1230 kwh em 2025, sublinhando a necessidade do consumo responsável de energia eléctrica e do uso de lâmpadas económicas que ajudam a reduzir os gastos.

Realçou a necessidade de se adequar o consumo energético a realidade e capacidade de cada empresa, residência e estabelecimento comercial e de se prestar maior atenção à capacidade do consumo na altura da aquisição de um aparelho eléctrico.

Na ocasião, o vice- governador para área técnica e infraestruturas, Otiniel Niemba da Silva, defendeu que os hábitos diários do consumo de energia reflectem-se directa e indirectamente no meio circundante, daí a importância da aquisição de hábitos mais amigos do ambiente, tendo em conta que a energia é um dos recursos imprescindíveis para que possa existir vida no planeta.

“Uma lâmpada florescente usa 75 porcento menos energia que as típicas lâmpadas incandescentes e dura dez vezes mais, pelo que estaremos a poupar energia, o que traz benefícios quer individuais com a redução dos custos, quer coletivos para atender aqueles que ainda têm falta da mesma”, frisou.

Decorrido no Centro Cultural Chiloango, o evento marcou o arranque da campanha da troca de 400 mil lâmpadas incandescentes por igual número de lâmpadas económicas. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »