Bié: Cidade do Cuito engalanada para receber vice presidente do MPLA

O candidato do MPLA a Presidente da República, João Lourenço, chega nesta sexta-feira à província do Bié. A sua capital, Cuito, regista, desde quarta-feira, grande agitação de militantes, simpatizantes e amigos do partido.

Constata-se movimentação de cidadãos que circulam pela cidade e bairros periféricos, sobretudo militantes, simpatizantes e amigos do MPLA, assim como viaturas enfeitadas com as cores da bandeira dessa formação partidária e com cartazes com o rosto de João Lourenço, em véspera da pré-campanha, tendo em conta as Eleições Gerais de 2017.

A cidade do Cuito está colorida com bandeiras do MPLA e fotografias do candidato do partido a presidente da República, no intuito de despertar a mente da população e militantes em especial, visando vencer os desafios eleitorais.

O primeiro secretário do MPLA no Bié, Álvaro Manuel de Boavida Neto, exortou, para uma participação mais activa dos militantes, simpatizantes e amigos do partido, nas tarefas partidárias que visam receber efusivamente o vice-presidente do partido e candidato a presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço.

O político avançou que, a Praça da Solidariedade (local do acto central), alberga entre 40 a 70 mil pessoas, afirmando que o partido trabalha na mobilização de militantes, simpatizantes e amigos da organização para receber a mensagem do MPLA, através do seu candidato a presidente da república.

O município do Cuito, província do Bié, possui uma população de mais de quatrocentos mil habitantes, distribuídos em quatro comunas, nomeadamente, Chicala, Cambândua, Trumba e Cunje. Estão reconhecidos na região, as forças políticas, como MPLA, UNITA, PRS, FNLA e CASA-CE.

O vice presidente do MPLA, João Manuel Gonçalves Lourenço escala a cidade do Cuito, nesta sexta-feira, rumando depois as vilas de Nhârea e Andulo (175 e 130 quilómetros a norte), a norte para inaugurar em representação do Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, empreendimentos sociais. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »