Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Políticos alemães pedem melhorias na UE após referendo do Reino Unido

Importantes políticos alemães pediram melhorias nos processos da União Europeia para acelerar decisões e ampliar o apelo do bloco junto aos cidadãos, em declarações feitas apenas uma semana após o Reino Unido votar em referendo pela saída da UE, em uma decisão que surpreendeu o mundo.

O ministro das Finanças Wolfgang Schaeuble disse que é urgente que os membros da UE sejam mais pragmáticos e levem em conta uma visão “intergovernamental” para resolver problemas.

Ele reclamou que os políticos da UE levaram muito tempo para tomar decisões sobre a crise de imigrantes iniciada em 2015 e disse que Bruxelas trabalha com prazos longos demais.

Ele afirmou, no entanto, que reformar as instituições europeias ou mudar tratados europeus demoraria muito e negou que estivesse pedindo uma redução dos poderes da Comissão Europeia.

Já o ministro da Economia alemão Sigmar Gabriel pediu uma redução no número de membros da comissão europeia, em entrevista ao jornal Neue Osnabruecker Zeitung publicada no sábado.

Ele também disse que a UE deveria rever a distribuição de seu orçamento e avaliar se o bloco deveria continuar a direccionar cerca de 40 por cento de seus recursos à agricultura, enquanto muito menos dinheiro vai para pesquisa, inovação ou educação.

O presidente do parlamento europeu Martin Schulz, disse em um artigo que a Comissão Europeia deveria se tornar “um verdadeiro governo Europeu”, sujeito ao controle do Parlamento Europeu e a uma segunda câmara formada por representantes dos Estados-membros.

Schaeuble também disse neste domingo que o voto do Reino Unido por sair do bloco e o crescente cepticismo em relação à UE em outros países mostram que a União Europeia precisa explicar melhor seu papel às pessoas e entregar resultados visíveis mais rapidamente.

“Claro que devemos manter os laços nacionais– ninguém quer se livrar deles– mas há algumas coisas que a Europa só pode resolver melhor se unida…mas nós precisamos provar isso”. (REUTERS)

Por Michelle Martin

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »