Países sem necessidade de visto deixaram de informar sobre ameaças os EUA

Mais de um terço dos países, cujos cidadãos não precisam de visto para visitar os Estados Unidos, não tem compartilhado com as autoridades americanas informações sobre antecedentes criminais e ligações suspeitas desses viajantes com grupos terroristas – informou Washington.

Actualmente, 38 países – europeus em sua maioria – participam do “Visa Waiver Program”, por meio do qual é permitido o ingresso e a permanência nos Estados Unidos por até 90 dias, nas categorias de turismo ou de negócios, sem a necessidade de visto.

Segundo o programa, esses países devem compartilhar identidade e antecedentes criminais de extremistas, ou de potenciais extremistas, com o Departamento de Segurança Interna (DHS, na sigla em inglês).

“Nem todos os países têm compartilhado informações, porém, por intermédio desses acordos”, anunciou o GAO, uma espécie de Controladora Geral ligada ao Congresso americano.

O relatório do GAO foi divulgado na segunda-feira (6) e não especifica quais países estão nessa situação.

“Milhares de europeus foram lutar na Síria e no Iraque, e a maioria deles é de países que tem acesso livre de visto aos Estados Unidos”, declarou o representante Michael McCaul, presidente da Comissão de Segurança Interna da Câmara de Representantes, nesta terça-feira.

“Esses extremistas estão apenas a um voo de avião da nossa costa, motivo pelo qual a cooperação de contra-terrorismo no exterior é crítica”, alegou.

Cerca de 20 milhões de viajantes entraram nos EUA, graças ao Visa Waiver Program no ano fiscal de 2013, de acordo com o GAO. (AFP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »