Colômbia: Guerrilha ELN liberta três jornalistas raptados há uma semana (vídeo)

O Exército de Libertação Nacional (ELN), a segunda maior guerrilha colombiana libertou esta noite os três jornalistas raptados desde o fim de semana, no nordeste do país.

A espanhola Salud Hernández-Mora, assim como os colombianos Diego de Pablos e Carlos Melo, foram postos em liberdade, sãos e salvos, depois dos apelos de Bogotá à libertação dos jornalistas.

Segundo Hernández-Mora, correspondente do jornal El Mundo na Colômbia:

‘Penso que já temos problemas suficientes e não precisamos que a guerrilha crie novos problemas. É preciso ir a estas zonas para saber o que se passa no terreno, impossível de falar da zona de “El Tarra” de uma secretária em Bogotá. Eles têm que nos deixar trabalhar. Ponto final – fim da história”.

O rapto dos três profissionais, justificado pela guerrilha como uma “detenção de rotina para evitar infiltrações de inimigos”, ocorre num momento em que o governo colombiano tarda em iniciar as discussões de paz com o grupo armado, anunciadas no final de Março.

O grupo armado marxista, que combina os ideiais revolucionários com os princípios da teologia da libertação, conta atualmente com cerca de 1.300 guerrilheiros. (EURONEWS)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »