Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

UE reitera oferta para ajudar Moçambique nas negociações de paz

Filipe Nyusi teve encontros, esta quinta-feira (21.04), com os presidentes do Parlamento e Comissão Europeia e com a Alta Representante da UE para os Negócios Estrangeiros. Os temas dos encontros não foram divulgados.

Depois da visita à Alemanha, o chefe de Estado moçambicano encontra-se em Bruxelas com a agenda preenchida. Filipe Nyusi reuniu-se, esta quinta-feira (21.04), à porta fechada com Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu.

Na agenda constaram ainda encontros com Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia e com a Alta Representante da União Europeia para a Política Externa e Segurança e vice-Predidente da Comissão Europeia, Federica Mogherini.

A chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Federica Mogherini, debateu esta quinta-feira (21.04.) com o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, o regresso dos conflitos ao país e reiterou a oferta de Bruxelas para ajudar nas negociações de paz.

Segundo um comunicado, Mogherini e Nyusi, “debateram os desafios colocados pelo regresso dos conflitos a Moçambique e que afectam as pessoas, o desenvolvimento económico e a estabilidade democrática”.

No encontro, a Alta Representante para a Política Externa e de Segurança da UE disse ao chefe de Estado moçambicano que “é importante que haja acordo sobre o enquadramento para uma solução política” para os conflitos.

Mogherini reiterou a disponibilidade da UE para apoiar “os esforços para acabar com todas as formas de violência política e apoiar o compromisso moçambicano para um consenso político renovado e sustentável”.

Presidente Nyusi espera acordo com FMI sobre a dívida do país

À margem dos encontros em Bruxelas, o Presidente moçambicano disse esperar chegar a um acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre a dívida do país, salientando que o problema “tem de se resolver”.

“Estamos a dar a cara para encontrarmos soluções com o FMI e voltarmos à vida normal”, afirmou Filipe Nyusi. “Os esclarecimentos já estão a ser feitos, isto tem que se resolver, não há interesse em incriminar o país”, acrescentou o Presidente, referindo-se à suspensão do pagamento da segunda parcela de um empréstimo do FMI.

O chefe de Estado de Moçambique encontra-se esta quinta e sexta-feira em Bruxelas para contactos com autoridades e empresários belgas e com representantes da União Europeia. (DW)

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »