- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Análise Angola quer retirar direitos de voto do BPI no BFA

Angola quer retirar direitos de voto do BPI no BFA

Decreto presidencial poderá ser aprovado para responder à desblindagem de estatutos promovida pelo Governo português.

É a resposta do Governo angolano à lei portuguesa que põe fim à limitação dos direitos de voto no BPI. O Expresso apurou que está já preparado um decreto presidencial, com o fim de retirar os direitos de voto à maioria dos 51% detidos pelo BPI no Banco de Fomento Angola (BFA).

Com esta operação, a Unitel, empresa liderada por Isabel dos Santos, detentora de 49% do capital do BFA, passaria a dominar uma das mais rentáveis instituições financeiras de Angola.
Esta hipótese, que está em cima da mesa desde a semana passada, poderá ser acionada a qualquer momento e é lida como uma resposta dura de Angola aos últimos desenvolvimentos do caso BPI.

O recurso a medidas mais radicais — como a nacionalização pura e simples do BFA — acabam assim por não se confirmar, mas em Portugal a hipótese de limitação dos direitos de voto já estava a ser antecipada.

Mas fonte do Banco Nacional de Angola (BNA) diz ao Expresso que uma das medidas de retaliação a serem adotadas contra os portugueses passará pelo congelamento das transferências cambiais e expatriação de dividendos sob a alegação de que Angola atravessa uma grave crise de divisas.

“Vamos fazer prevalecer o nosso direito de soberania sobre o direito internacional privado, para defender os nossos interesses”, afirmou um dirigente do MPLA. (expresso)

 

- Publicidade -
- Publicidade -

“Não há garantia de que uma única vacina em desenvolvimento funcione”

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) fez há instantes uma conferência de imprensa onde sublinhou a importância da instituição no combate a...
- Publicidade -

As chaves para um Sahel pacífico

O Dia Mundial da Paz deve ser um dia que inspira esperança aos sahelianos, e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) está...

Desvendada a causa da misteriosa morte de 300 elefantes no Botswana

Uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botswana em meados deste ano, anunciou hoje o Governo. Acausa da...

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...

Notícias relacionadas

“Não há garantia de que uma única vacina em desenvolvimento funcione”

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) fez há instantes uma conferência de imprensa onde sublinhou a importância da instituição no combate a...

As chaves para um Sahel pacífico

O Dia Mundial da Paz deve ser um dia que inspira esperança aos sahelianos, e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) está...

Desvendada a causa da misteriosa morte de 300 elefantes no Botswana

Uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botswana em meados deste ano, anunciou hoje o Governo. Acausa da...

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.