Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Stones em concerto histórico acreditam que os “tempos” em Cuba são de mudança (vídeo)

0

Houve quem esperasse 18 horas para entrar no recinto. Mas havia quem estivesse há espera desde momento há 50 anos. Os Rolling Stones foram a primeira banda rock internacional a fazer um concerto em Cuba desde a revolução.

Os números não se sabem ao certo. Dezenas de milhares é quanto os jornais internacionais dizem ter sido a assistência do histórico concerto da banda britânica Rolling Stones, em Havana, sexta-feira, 25 de Março. Segundo a BBC, as autoridades cubanas esperavam cerca de meio milhão de pessoas no concerto.

(DR)
(DR)

“Há 50 anos à vossa espera”. Era apenas um dos cartazes que se podia ver em Havana, segundo mostrou o LA Times. Houve quem esperasse 18 horas para entrar no recinto, conta a Reuters.

É o mesmo jornal que diz que há quem tenha comparado este concerto ao Woodstock, pelo simbolismo. Os Rolling Stones tornaram-se a primeira grande banda rock a actuar em Cuba, desde a revolução. O que aliás aconteceu poucos dias depois da visita oficial de três dias de Barack Obama à ilha, tornando-se no primeiro presidente dos Estados Unidos a fazê-lo nos últimos 88 anos.

O LA Times falou com Nilda Dominguez, 60 anos, que enquanto adolescente lutou para ter acesso à música dos Stones e de outras bandas, mas que o regime tinha banido. Por isso, garante, “hoje é o melhor”.

Mick Jagger, com um casaco cor-de-rosa brilhante, aludiu várias vezes, contam os jornais internacionais, ao significado histórico do concerto. “Sabemos que no passado não foi fácil ouvir a nossa música em Cuba”, declarou, em espanhol, acrescentando: “Penso que os tempos estão, finalmente, em mudança”.

O concerto grátis num espaço Ciudad Deportiva que leva 450 mil lugares começou com Jagger a cumprimentar “o meu povo de Cuba”. A banda tocou 18 canções num concerto de duas horas. Começaram com o “Jumpin’ Jack Flash,” uma música de 1968, quando o rock era “secreto” em Cuba.

Já depois do concerto, uma mensagem no Twitter dos Stones reconheceu o concerto como “incrível”, uma mensagem em inglês e em espanhol.

A banda – constituída em Londres em 1962, três anos depois de Fidel Castro ter, em revolução, mudado o regime cubano – diz que pode ter sido o seu maior concerto de sempre. (Jornal de Negocios)

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »