Portal de Angola
Informação ao minuto

Brasil: Dilma Roussef visitará Lula da Silva na residência do ex-presidente

A presidente brasileira visita ainda hoje Lula da Silva na residência do seu antecessor Foto: Lusa/DR

A presidente brasileira visita ainda hoje Lula da Silva na residência do seu antecessor, um dia após o ex-chefe de Estado ter sido ouvido pela polícia federal na maior investigação sobre corrupção no Brasil, indica a imprensa local.

Dilma Roussef, segundo a cadeia de televisão Globo, irá fazer uma paragem em São Paulo antes de seguir viagem para Porto Alegre, onde se situa a residência particular e onde pensava passar o fim-de-semana sem compromissos oficiais.

Segundo a Globo, a presidente brasileira saiu de Brasília e, ao fazer escala em São Paulo, irá deslocar-se até São Bernardo do Campo, município da região metropolitana de São Paulo e onde reside Lula da Silva.

Cerca de 300 militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) brasileiro (a que pertence Dilma e Lula), fizeram uma vigília hoje de madrugada defronte da residência do antigo presidente, tendo o número aumentado já de manhã.

A intenção é a de prestar apoio a Lula da Silva e, ao mesmo tempo, esperar a previsível visita de Dilma.

A presidência brasileira e o Instituto Lula, entidade orientada pelo ex-presidente e que serve de seu porta-voz, não confirmaram nem desmentiram o encontro, que ocorre um dia depois das investigações de corrupção no executivo.

Lula da Silva, um dos fundadores do PT e presidente do Brasil entre 2003 e 2010, foi ouvido sexta-feira pela polícia federal brasileira sobre o suposto envolvimento no escândalo de desvio de fundos da empresa petrolífera Petrobrás.

Após o interrogatório, Lula da Silva denunciou o que considera ser uma “perseguição” contra si e declarou-se “inocente” das acusações de branqueamento de capitais e de enriquecimento ilícito, assegurando que os seus opositores terão de derrotá-lo politicamente “mas nas ruas”.

Dilma, por seu lado, enfrenta a possível abertura de um processo judicial com vista à sua destituição do cargo, possibilidade que tem vindo a ganhar cada vez maior força com o surgimento de escândalos de corrupção no Governo do PT e de políticos próximos. (Agência Lusa)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »