Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Presidente francês visitou este domingo mesquita de Paris

0

O chefe de estado francês, François Hollande, fez este domingo, 10 Janeiro, uma visita surpresa à grande mesquita de Paris, no quadro das cerimónias às vítimas dos atentados de Novembro e Janeiro de 2015 e num espírito de fraternidade e concórdia.

O Presidente francês, François Hollande, visitou este domingo de manhã, 10 de janeiro, a grande Mesquita de Paris, cujo Reitor é Dalil Boubakeur, médico e formado, também, em estudos islâmicos e cujo pai já havia dirigido a mesma mesquita.

A visita surpresa do chefe de estado francês, François Hollande, vem na continuidade das cerimónias de homenagem às vítimas de de Novembro e início de Janeiro de 2015, com ele a inaugurar uma placa em memória da agente policial, Clarissa Jean-Philippe, assassinada pelo jihadista, Coulibaly, em Montrouge.

Cerimónias que continuaram ontem à noite, com o seu primeiro-ministro, Manuel Valls, a presidir cerimónias no centro-talho de carne cosher judeu, na Porta de Vincennes, em Paris, onde o mesmo Coulibaly, assassinou 4 outras pessoas de origem judaica, um dia depois de ter abatido a agente da polícia, em Montrouge.

Com a deslocação desta manhã de 10 de Janeiro à grande Mesquita de Paris, o Presidente François Hollande, quis transmitir uma mensagem de “convivialidade e de fraternidade”, segundo declarou um porta-voz da presidência francesa no Eliseu.

O chefe de estado, Hollande, foi recebido pelo reitor da mesquita, Dalil Boubakeur e o Presidente do Conselho francês do culto muçulmano, Anouar Kbibech, e explicou aos religiosos muçulmanos “o sentido que os organizadores quiseram dar a estas jornadas de portas abertas.”

O presidente francês esteve acompanhado do seu ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, que tradicionalmente, ocupa as funções de ministro dos Cultos.

Durante esta visita houve o ritual do “chá da fraternidade” em defesa de da concórdia, organizado pelo Conselho francês do culto muçulmano, um ano depois dos atentados jihadistas de 8, 9 e 10 de Janeiro, contra o jornal satírico Charlie Hebdo, o assassínio da agente policial de Montrouge e o centro-talho de cosher judeu, da Porta de Vincennes em Paris. (RFI)

por João Matos

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »