Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ataques contra albinos aumentam com aproximar de eleições em África

Menina albina sorri numa escola em Nyawilimilwa, na Tanzânia. 21/11/2009 (REUTERS/Katrina Manson)
Menina albina sorri numa escola em Nyawilimilwa, na Tanzânia. 21/11/2009 (REUTERS/Katrina Manson)

Ataques contra pessoas albinas em África têm aumentado com a proximidade das eleições em vários países africanos devido a uma crescente demanda de aspirantes a políticos por partes de corpos albinos valorizadas na magia negra.

A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou que os ataques contra os albinos, cujas partes do corpo são altamente valorizadas em rituais de bruxaria e podem alcançar preços elevados, têm sido registados desde Agosto em seis países no sul e leste do continente africano.

Na África do Sul, o corpo de uma jovem albina foi encontrado em uma cova rasa sem a maior parte dos órgãos e da pele. Um albino de 56 anos do Quénia morreu depois que partes do seu corpo foram arrancadas em um ataque, disse a ONU.

“Pessoas com albinismo são as mais vulneráveis na região”, disse Ikponwosa Ero, primeiro especialista de direitos humanos em albinismo da ONU, em comunicado.

“Hoje, o infortúnio deles tem sido agravado pelo medo constante de ataques por outras pessoas – incluindo membros da família – que valorizam as partes de seus corpos mais do que a vida deles.”

Curandeiros chegam a pagar 75.000 dólares por um conjunto completo de órgãos de um albino, de acordo com um relatório da Cruz Vermelha, para usá-los em feitiços que acreditam trazer boa sorte, amor e riqueza.

A ONU alertou em Março que 2015 seria um ano perigoso para os albinos na Tanzânia, à medida que políticos recorrem a bruxos para aumentar as suas chances de vencerem nas urnas. (reuters.com)

por Magdalena Mis

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »