- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Basquetebol Basquetebol: Campeãs africanas a três jogos da revalidação

Basquetebol: Campeãs africanas a três jogos da revalidação

Jogo da selecção (Foto: Angop/Arquivo
Jogo da selecção (Foto: Angop/Arquivo

A precisar de três vitórias para revalidar o título continental, a selecção nacional de basquetebol sénior feminina defronta quinta-feira a sua similar do Gabão, nos quartos-de-final do Campeonato Africano (Afrobasket2015) que decorre nos Camarões, depois de quatro vitórias e uma derrota na fase de grupos.

Angola posicionou-se na primeira posição do grupo A, depois de alcançar quatro vitórias e uma derrota e vai cruzar com o quarto colocado da série A (Gabão).

Tendo em conta o plantel de cada uma das formações e os resultados obtidos na primeira fase, a selecção nacional, campeã africana em título, entra como favorita à conquista da vitória e da qualificação para as meias-finais.

Lideradas pela extremo Nadir Manuel, as angolanas vão procurar gerir a vertente física, tratando-se de um opositor teoricamente inferior, tendo em atenção a semi-final, cujo adversário será o vencedor do jogo entre o Senegal e o Mali.

Um provável cruzamento com as senegalesas seria reencontro, desta vez na etapa a eliminar, depois de terem se defrontando na primeira jornada da fase inicial, com a selecção nacional a vencer dificilmente por quatro pontos de diferença (50-46).

Na fase de grupos, as campeãs venceram as congéneres do Senegal por 50-46, a Nigéria (57-51), Argélia (71-53), Guiné Conacry (89-47) e perderam diante do Egipto (52-53).

Angola marcou 319 pontos e sofreu 251. Nadir Manuel, que fez parte do cinco ideal no Afrobasket2013 e MVP da final, liderou as estatísticas da selecção nacional, marcando 64 pontos, com uma média de 12.8 por jogo e destacando-se também nos ressaltos, com a média de 3.2 por partida. A base Isabel Francisco foi a melhor nas assistências com 3.0, num total de 15. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

PM guineense quer manter ministro da Economia no Governo e recusa sua demissão

Victor Mandinga pediu demissão depois da nomeação de vice-primeiro-ministro O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam, disse nesta terça-feira, 24, não ter aceite o pedido...
- Publicidade -

Ministro moçambicano da Defesa celebra conquistas em Cabo Delgado, mas analistas sugerem cautela

"Não é por se ter recuperado a vila de Muidumbe, que tinha sido ocupada pelos insurgentes, que se vai celebrar a vitória", diz analista...

Tshisekedi ausculta a influência de Sassou para afastar o antigo aliado Kabila

Na luta contra o predecessor Joseph Kabila, o presidente Félix Tshisekedi pediu ajuda ao vizinho chefe de estado, Denis Sassou Nguesso, no sentido da...

ONGs moçambicanas exigem anulação do concurso para a composição da Comissão de Eleições

A dois dias do prazo de candidaturas da sociedade civil para a Comissão Nacional de Eleições (CNE), um grupo de 10 organizações exige que...

Notícias relacionadas

PM guineense quer manter ministro da Economia no Governo e recusa sua demissão

Victor Mandinga pediu demissão depois da nomeação de vice-primeiro-ministro O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam, disse nesta terça-feira, 24, não ter aceite o pedido...

Ministro moçambicano da Defesa celebra conquistas em Cabo Delgado, mas analistas sugerem cautela

"Não é por se ter recuperado a vila de Muidumbe, que tinha sido ocupada pelos insurgentes, que se vai celebrar a vitória", diz analista...

Tshisekedi ausculta a influência de Sassou para afastar o antigo aliado Kabila

Na luta contra o predecessor Joseph Kabila, o presidente Félix Tshisekedi pediu ajuda ao vizinho chefe de estado, Denis Sassou Nguesso, no sentido da...

ONGs moçambicanas exigem anulação do concurso para a composição da Comissão de Eleições

A dois dias do prazo de candidaturas da sociedade civil para a Comissão Nacional de Eleições (CNE), um grupo de 10 organizações exige que...

Orçamento para a investigação preocupa docentes

Alguns segmentos da comunidade académica da província da Huíla, mostram-se preocupados com as verbas que estão destinadas à rubrica de investigação científica em educação...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.