Bruxelas: Portadores de deficiência protestam em defesa de mais direitos

(Euronews)
(Euronews)

Centenas de manifestantes portadores de deficiência e oriundos de vários países europeus concentraram-se em Bruxelas em nome da defesa dos direitos individuais.

Munidos de megafones, lembraram que “são pessoas capazes.” Concentraram-se nas imediações do edifício da Comissão Europeia e rumaram ao Parlamento Europeu para dar conta das barreiras que se vêm obrigados a superar diariamente.

“A situação varia de país para país. Na Bélgica, por exemplo, há listas de espera para se ter direito a assistência pessoal. Em outros países nem sequer existe. Não têm orçamentos para assistência pessoal”, explica Nadia Hadad, porta-voz da Rede Europeia para a Vida Independente, organização que convocou a sétima “Freedom Drive”, subordinada ao tema “Vida Independente: A próxima geração!”

Reféns da vontade alheia, os manifestantes recusam baixar os braços. É esse o caso de Mari Siilsalu. Nasceu na Estónia e estuda direito em Londres. É uma resistente desde o dia em que recebeu a notícia de que tinha uma deficiência: “Disseram-me: não podes ir para a escola porque tens uma deficiência. Tenho direito à educação e esse direito é-me negado só porque tenho uma deficiência.”

Paul Hagan tem espinha bífida. Diz que é preciso inverter o rumo: “Pesquisas mostraram que somos os mais atingidos na sociedade porque somos um alvo fácil. Não é aceitável e precisamos de parar isto.”

Poder viver com a própria família e utilizar os meios de transporte são algumas das exigências das pessoas portadores de deficiência para uma melhor inclusão social. (euronews.com)

por Pedro Sacadura

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »