- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Japão vai oferecer US$810 milhões para ajudar refugiados sírios e iraquianos, diz...

Japão vai oferecer US$810 milhões para ajudar refugiados sírios e iraquianos, diz TV

Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, durante discurso em Nova York.  27/09/2015  (REUTERS/Carlo Allegri)
Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, durante discurso em Nova York. 27/09/2015 (REUTERS/Carlo Allegri)

O Japão, que aceitou somente 11 pessoas que foram a busca de asilo no país no ano passado entre um número recorde de 5 mil pedidos, vai fornecer cerca de 810 milhões de dólares em ajuda aos refugiados sírios e iraquianos, informou a emissora pública NHK nesta segunda-feira.

O primeiro ministro Shinzo Abe deve anunciar a nova parcela de ajuda quando discursar na Assembleia-Geral da ONU na terça-feira, informou a NHK, mas sem fazer referência sobre a possibilidade de o Japão aliviar suas condições para aceitar refugiados.

A ONU alertou na sexta-feira que não consegue enxergar uma diminuição no fluxo de refugiados na Europa, com 8 mil desembarques por dia, e que os problemas enfrentados atualmente pelos países europeus podem ser somente “a ponta do iceberg”.

O Ministério das Relações Exteriores do Japão anunciou na sexta-feira que iria providenciar uma ajuda de 2 milhões de dólares para refugiados sírios e comunidades no Líbano, e outros 2 milhões de dólares para países dos Bálcãs Ocidentais, como Sérvia e Macedônia, que enfrentam um fluxo de refugiados e imigrantes.

Tóquio anunciou neste mês mudanças em seu sistema de refugiados, que, segundo ativistas, vão tornar o país ainda mais difícil de chegar para pessoas que precisam de proteção.

reuters_tickers (swissinfo.ch)

- Publicidade -
- Publicidade -

Artur de Almeida arrisca castigo severo da FIFA

A aplicação de uma medida sancionatória ao presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), Artur de Almeida e Silva, pelo Comité de Ética da...
- Publicidade -

Alemanha regista 23.449 novas infeções de Covid-19 e 432 mortes em 24 horas

O máximo de óbitos em 24 horas foi atingido na passada quarta-feira, com 487 mortes devido à Covid-19. A Alemanha registou 23.449 novas infeções por...

Namíbia põe 170 elefantes à venda por causa da seca

A Namíbia, que se encontra em risco de seca, pôs à venda 170 elefantes vivos para reduzir o seu número no território, em parte...

EUA classificam China como maior ameaça à liberdade desde a II Guerra Mundial

O director da Inteligência Nacional dos Estados Unidos acusou o país asiático de usurpar segredos comerciais e tecnologias de Defesa à indústria norte-americana. O chefe...

Notícias relacionadas

Artur de Almeida arrisca castigo severo da FIFA

A aplicação de uma medida sancionatória ao presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), Artur de Almeida e Silva, pelo Comité de Ética da...

Alemanha regista 23.449 novas infeções de Covid-19 e 432 mortes em 24 horas

O máximo de óbitos em 24 horas foi atingido na passada quarta-feira, com 487 mortes devido à Covid-19. A Alemanha registou 23.449 novas infeções por...

Namíbia põe 170 elefantes à venda por causa da seca

A Namíbia, que se encontra em risco de seca, pôs à venda 170 elefantes vivos para reduzir o seu número no território, em parte...

EUA classificam China como maior ameaça à liberdade desde a II Guerra Mundial

O director da Inteligência Nacional dos Estados Unidos acusou o país asiático de usurpar segredos comerciais e tecnologias de Defesa à indústria norte-americana. O chefe...

Bolsonaro imita apelo de Chávez na Venezuela e pede aos brasileiros para não demorarem no banho

O Presidente do Brasil recomendou aos brasileiros que "tomem banho um pouco mais rápido" para ajudar a economizar energia e evitar pagar mais por...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.