- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola China continua apostar no desenvolvimento da indústria angolana

China continua apostar no desenvolvimento da indústria angolana

A República Popular da China vai continuar apoiar Angola no projecto de industrialização no quadro da cooperação bilateral existente, afirmou hoje, segunda-feira, em Luanda, o novo embaixador deste país asiático, Cui Aimim.

Presidente José Eduardo dos Santos acredita embaixador da China em Angola, Cui Aimin (Foto: Francisco Miudo)
Presidente José Eduardo dos Santos acredita embaixador da China em Angola, Cui Aimin (Foto: Francisco Miudo)

O diplomata chinês que falava a imprensa após entregar hoje no Palácio Presidencial, na capital as suas cartas credenciais ao Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, considerou Angola “um país muito importante em África e também importante parceiro para China”.

Frisou que actualmente os dois países estão a encontrar uma fase de transformação e ajustamento nas relações de cooperação e que tem plena confiança que tudo será resolvido com êxito com vista o desenvolvimento mútuo.

Cui Aimim salientou ainda que embora a economia do seu país estar numa fase de transformação e actualização em nada vai afectar o cumprimento dos programas em curso no domínio da cooperação.

“Daqui em diante vamos reforçar ainda mais a nossa cooperação em várias áreas com realce para área agrícola, serviços mercantil e também formação de quadros”, destacou o embaixador chinês, que defendeu a necessidade de uma maior promoção na confiança mútua no capítulo político entre Angola e China.

O diplomata chinês formado em economia , nascido em Fevereiro de 1965 já exerceu vários cargos na diplomacia do seus país, bem como no estrangeiro.

Por seu lado, o embaixador da Índia, Sushil Kumar Singhal que também hoje procedeu entrega ao Chefe de Estado angolano das suas cartas credenciais avançou à imprensa que as suas acções estarão ligados a linha de crédito que o governo indiano concedeu a Angola para projectos de desenvolvimento  no valor de dois bilhões de dólares.

Disse ainda que aproveitou a ocasião para abordar com o Presidente José Eduardo dos Santos a questão relacionada aos preparativos da Cimeira Índia/África, a ter lugar na capital indiana, a 24 de Outubro, para a qual foram convidados 52 países do continente africano.

Sushil Singhal que também já exerceu vários missões diplomáticas  dentre elas no seu pais, bem como no Botswana, Quénia, Hungria a e Hungria, nasceu em Julho de 1962.

Ainda hoje, o Chefe de Estado angolano recebeu as cartas credenciais dos embaixadores dos Países Baixos, Willem Mattheus Constantijn Aalmans, da Bélgica, Felix Frank  e da Polónia, Piotr Jozef Mysliwiec, todos com estatuto de residentes em Angola. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...
- Publicidade -

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Notícias relacionadas

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Sonangol e Endiama serão parcialmente privatizadas até 2022

O Governo vai dispersar em bolsa uma parte das empresas petrolífera e diamantífera Sonangol e Endiama em 2021 ou no início de 2022, disse...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.