- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Ministro de Defesa efectua visita oficial à China

Ministro de Defesa efectua visita oficial à China

Ministro de Defesa Nacional , João Lourenço visita China (Foto: Angop)
Ministro de Defesa Nacional , João Lourenço visita China (Foto: Angop)

O Ministro de Defesa Nacional, João Gonçalves Lourenço, está desde hoje, domingo em Pequim, capital da China, onde inicia na segunda-feira (21) uma visita oficial de seis dias a convite do seu homologo chinês, Fan Changlong.

Acompanhado por uma delegação do seu pelouro, a deslocação do governante angolano visa o reforço da cooperação estratégica e intercâmbio existente entre a República Popular da China e Angola, nos mais diversos domínios da defesa.

Para segunda-feira, o programa do ministro reserva um encontro em privado com o seu homologo chinês e conversações oficiais entre as duas delegações, para além de uma visita a grande Muralha da China.

Durante a sua permanência em território chinês, o governante angolano deverá ainda visitar empreendimentos ligados a Ciência e Tecnologias e Centros de Pesquisa e Instituições Académicas do ramo militar em Pequim e nas províncias de Chengdu e Shanghai.

A visita do Ministro de Defesa nacional foi precedida da quarta reunião do Comité Conjunto para a Ciência e Tecnologia, Indústria de Defesa Nacional de Angola e China.

Integram a delegação do ministro João Lourenço, o Secretário de Estado para Recursos Materiais e Infra-estruturas do Ministério da Defesa, Silviano Cerqueira, o Embaixador de Angola na China, João Gárcia Bires, Director Nacional de Relações Internacionais do Ministério de Defesa Nacional, José de Sousa, Chefe da Direcção Principal de Armamento e Técnica, Afonso Neto, Presidente do Conselho da Administração da Simportex, Luís Pizarro e o Adido Militar na China, Barbosa Epalanca, entre outros oficiais do Ministério da Defesa nacional. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...
- Publicidade -

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Notícias relacionadas

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Sonangol e Endiama serão parcialmente privatizadas até 2022

O Governo vai dispersar em bolsa uma parte das empresas petrolífera e diamantífera Sonangol e Endiama em 2021 ou no início de 2022, disse...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.