- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Assange acusa presidente francês de 'punhalada pelas costas'

Assange acusa presidente francês de ‘punhalada pelas costas’

(Assange (AFP)
(Assange (AFP)

O fundador do Wikileaks, o australiano Julian Assange, que vive há três anos na embaixada do Equador em Londres, acusou o presidente francês François Hollande de “punhalada pelas costas” depois da rejeição, em Julho, de uma demanda de asilo na França.

“Aconteceram contactos directos entre François Hollande e eu. SMS trocados por meio de meu conselheiro jurídico francês. Havia sinais promissores enviados pelo presidente francês”, afirma em entrevista à revista francesa Society.

“Hollande não rejeitava a comunicação, a estimulava”, disse.

A presidência francesa não comentou as afirmações.

“De certa maneira, sua resposta foi uma punhalada pelas costas”, disse Assange, que questiona o que levou Hollande “a mudar de opinião entre os primeiros contactos e a resposta pública final”.

Para Assange, com a recusa a conceder o asilo, Hollande quis “mostrar firmeza” “demonstrar lealdade” aos Estados Unidos e Reino Unido.

O fundador do Wikileaks fez o pedido de maneira informal em uma longa carta aberta publicada em 3 de Julho pelo jornal Le Monde. Ele afirma que apresentou a solicitação depois de ter recebido publicamente o apoio da ministra francesa da Justiça, Christiane Taubira.

A ministra afirmou em 26 de Junho que “não seria chocante” receber Assange na França. Mas a hipótese foi descartada no dia seguinte pelo primeiro-ministro Manuel Valls.

Assange, acusado de estupro na Suécia, está refugiado há mais de três anos na embaixada equatoriana de Londres.

O australiano teme que uma vez na Suécia seja extraditado aos Estados Unidos, cujo governo se viu muito prejudicado diplomaticamente pelas revelações do WikiLeaks a partir de 2010, quando foram publicados 500.000 documentos confidenciais sobre o Iraque e o Afeganistão, além de 250.000 telegramas diplomáticos americanos. (AFP)

- Publicidade -
- Publicidade -

Costa do Marfim: Laurent Gbagbo recupera seus passaportes marfinenses

Em breve, o ex-chefe de Estado da Costa do Marfim poderá retornar a Abidjan. Após vários meses de espera, Laurent Gbagbo recuperou, nesta sexta-feira, 4...
- Publicidade -

Novos contos do continente africano

Por ocasião da Feira do Livro e Imprensa Infantil de Montreuil, e da temporada África 2020, close-up de uma coleção de contos intitulada "Babel...

África discute implementação da Zona de Comércio Livre

Os Chefes de Estado ou de Governos africanos reúnem, amanhã, na 13ª sessão extraordinária, dedicada à implementação da Zona de Comércio Livre Continental Africana...

Combustíveis: Angola subvenciona consumo de vizinhos

Os contribuintes angolanos subvencionam o consumo de combustíveis em países vizinhos, segundo afirmou a ministra das Finanças, Vera Daves de Sousa, na quinta-feira à...

Notícias relacionadas

Costa do Marfim: Laurent Gbagbo recupera seus passaportes marfinenses

Em breve, o ex-chefe de Estado da Costa do Marfim poderá retornar a Abidjan. Após vários meses de espera, Laurent Gbagbo recuperou, nesta sexta-feira, 4...

Novos contos do continente africano

Por ocasião da Feira do Livro e Imprensa Infantil de Montreuil, e da temporada África 2020, close-up de uma coleção de contos intitulada "Babel...

África discute implementação da Zona de Comércio Livre

Os Chefes de Estado ou de Governos africanos reúnem, amanhã, na 13ª sessão extraordinária, dedicada à implementação da Zona de Comércio Livre Continental Africana...

Combustíveis: Angola subvenciona consumo de vizinhos

Os contribuintes angolanos subvencionam o consumo de combustíveis em países vizinhos, segundo afirmou a ministra das Finanças, Vera Daves de Sousa, na quinta-feira à...

Pentágono decide retirar tropas americanas da Somália

O Presidente Donald Trump ordenou ao Pentágono a retirada de quase todas as tropas americanas da Somália, onde há 13 anos lutam contra a...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.