- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola João Lourenço diz que colonialismo foi a maior violação dos direitos humanos

João Lourenço diz que colonialismo foi a maior violação dos direitos humanos

João Lourenço – Ministro da Defesa Nacional (Foto: Angop)
João Lourenço – Ministro da Defesa Nacional (Foto: Angop)

O ministro da Defesa de Angola, João Lourenço, recusou as acusações de violação dos direitos humanos no país e disse que os angolanos sentiram essas violações durante 500 anos de colonialismo português.

“Nós, que ao longo de séculos, viemos lutando contra a violação dos direitos humanos, vocês aceitam que hoje nos queiram acusar de estarmos a violar os direitos humanos? Não, porque temos plena consciência que os que nos acusam não têm moral para nos vir dar aulas sobre esta matéria, que muito bem conhecemos”, disse  Lourenço ao discursar em Ondjiva, capital da província do Cunene, nas comemorações do dia do Herói Nacional, assinalado nesta quinta-feira, 17.

“Nós, que ao longo de séculos, viemos lutando contra a violação dos direitos humanos, vocês aceitam que hoje nos queiram acusar de estarmos a violar os direitos humanos? Não, porque temos plena consciência que os que nos acusam não têm moral para nos vir dar aulas sobre esta matéria, que muito bem conhecemos”, começou por apontar João Lourenço.

Numa clara reacção à recente resolução do Parlamento Europeu que destacou o aumento de violações dos direitos humanos e da corrupção em Angola, aquele governante considerou que o colonialismo é que foi uma violação dos direitos humanos.

“Violação dos direitos humanos foi a escravatura que durou não escassos dias, nem meses, nem anos, mas sim séculos eternos. Isso sim é que foi a verdadeira violação dos nossos direitos”, enfatizou João Lourenço.

O ministro da Defesa abordou também a crise dos refugiados e acusou alguns países da União Europeia, “não são todos”, de estarem a “ tratar ainda hoje os refugiados emigrantes de países do Médio Oriente e de África, que eles mesmo desestabilizaram, (…) esquecendo-se  que também foram emigrantes um dia”.

João Lourenço concluiu dizendo que basta ver as imagens de como os refugiados são recebidos na Europa para se saber quem viola os direitos humanos. (VOA)

- Publicidade -
- Publicidade -

Jornalistas agredidos em Nampula em pleno trabalho

Os profissionais foram agredidos e seus equipamentos retidos Dois jornalistas do canal televisivo moçambicano Media Mais TV foram agredidos na terça-feira, 24, num bairro da...
- Publicidade -

Família de manifestante morto em Luanda insiste em autópsia independente com presença de fotógrafo

Depois da recusa da PGR, quarta tentativa está marcada para amanhã Três semanas após a morte do estudante angolano Inocêncio Alberto de Matos durante a...

Petróleo ilumina mercados

O preço do barril de Brent negociou, ontem, ao meio-dia, no mercado de Londres, no valor de 47,70 dólares, uma variação positiva de 1,62...

PM guineense quer manter ministro da Economia no Governo e recusa sua demissão

Victor Mandinga pediu demissão depois da nomeação de vice-primeiro-ministro O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam, disse nesta terça-feira, 24, não ter aceite o pedido...

Notícias relacionadas

Jornalistas agredidos em Nampula em pleno trabalho

Os profissionais foram agredidos e seus equipamentos retidos Dois jornalistas do canal televisivo moçambicano Media Mais TV foram agredidos na terça-feira, 24, num bairro da...

Família de manifestante morto em Luanda insiste em autópsia independente com presença de fotógrafo

Depois da recusa da PGR, quarta tentativa está marcada para amanhã Três semanas após a morte do estudante angolano Inocêncio Alberto de Matos durante a...

Petróleo ilumina mercados

O preço do barril de Brent negociou, ontem, ao meio-dia, no mercado de Londres, no valor de 47,70 dólares, uma variação positiva de 1,62...

PM guineense quer manter ministro da Economia no Governo e recusa sua demissão

Victor Mandinga pediu demissão depois da nomeação de vice-primeiro-ministro O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam, disse nesta terça-feira, 24, não ter aceite o pedido...

Ministro moçambicano da Defesa celebra conquistas em Cabo Delgado, mas analistas sugerem cautela

"Não é por se ter recuperado a vila de Muidumbe, que tinha sido ocupada pelos insurgentes, que se vai celebrar a vitória", diz analista...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.