- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique UE pede investigação ao ataque contra Afonso Dhlakama

UE pede investigação ao ataque contra Afonso Dhlakama

(DR)
(DR)

A delegação da União Europeia(UE)  em Maputo pediu  uma “investigação célere e completa” ao ataque contra uma coluna em que seguia o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, considerando que o incidente prejudica os esforços de paz em Moçambique.

Em comunicado, a UE considera que o ataque “prejudica os esforços para alcançar a paz e a estabilidade em Moçambique” porque “o agravamento de tensões e da violência afecta não só a população e o desenvolvimento do país, como tem também impacto no comércio e investimento”.

Ao justificar o pedido de investigação, a delegação diz que “o povo de Moçambique merece ser informado com total clareza sobre o ocorrido”.

“As divergências de natureza política devem ser abordadas por meios pacíficos”, reiterou a UE na nota em que apela ao diálogo entre o Governo e a Renamo.

As embaixadas dos Estados Unidos e do Canadá também condenaram o ataque e apelaram à contenção entre as partes.

Uma caravana em que seguia o líder da Renamo sofreu um ataque na noite de sábado, 13, cuja autoria foi atribuída à Frelimo por Afonso Dhlakama, que o classificou de “emboscada”.

Do incidente resultaram sete feridos, sendo quatro entre os atacantes e três entre os homens da Renamo.

Ontem, a Frelimo, através do seu porta-voz Damião José, acusou a Renamo de ter forjado o ataque para o incriminar. (VOA)

- Publicidade -
- Publicidade -

Jornalistas agredidos em Nampula em pleno trabalho

Os profissionais foram agredidos e seus equipamentos retidos Dois jornalistas do canal televisivo moçambicano Media Mais TV foram agredidos na terça-feira, 24, num bairro da...
- Publicidade -

Família de manifestante morto em Luanda insiste em autópsia independente com presença de fotógrafo

Depois da recusa da PGR, quarta tentativa está marcada para amanhã Três semanas após a morte do estudante angolano Inocêncio Alberto de Matos durante a...

Petróleo ilumina mercados

O preço do barril de Brent negociou, ontem, ao meio-dia, no mercado de Londres, no valor de 47,70 dólares, uma variação positiva de 1,62...

PM guineense quer manter ministro da Economia no Governo e recusa sua demissão

Victor Mandinga pediu demissão depois da nomeação de vice-primeiro-ministro O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam, disse nesta terça-feira, 24, não ter aceite o pedido...

Notícias relacionadas

Jornalistas agredidos em Nampula em pleno trabalho

Os profissionais foram agredidos e seus equipamentos retidos Dois jornalistas do canal televisivo moçambicano Media Mais TV foram agredidos na terça-feira, 24, num bairro da...

Família de manifestante morto em Luanda insiste em autópsia independente com presença de fotógrafo

Depois da recusa da PGR, quarta tentativa está marcada para amanhã Três semanas após a morte do estudante angolano Inocêncio Alberto de Matos durante a...

Petróleo ilumina mercados

O preço do barril de Brent negociou, ontem, ao meio-dia, no mercado de Londres, no valor de 47,70 dólares, uma variação positiva de 1,62...

PM guineense quer manter ministro da Economia no Governo e recusa sua demissão

Victor Mandinga pediu demissão depois da nomeação de vice-primeiro-ministro O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam, disse nesta terça-feira, 24, não ter aceite o pedido...

Ministro moçambicano da Defesa celebra conquistas em Cabo Delgado, mas analistas sugerem cautela

"Não é por se ter recuperado a vila de Muidumbe, que tinha sido ocupada pelos insurgentes, que se vai celebrar a vitória", diz analista...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.