- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Brasil Governo anuncia corte de 26 bilhões de reais e aumento de impostos

Governo anuncia corte de 26 bilhões de reais e aumento de impostos

(Agencia Brasil)
(Agencia Brasil)

Para economizar, governo federal suspende concursos públicos, congela reajuste de servidores e reduz programas sociais. Ajuste fiscal prevê ainda a volta da CPMF e criação de taxa sobre ganho de capital progressivo.

Para garantir o ajuste fiscal e a meta de superávit primário de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2016, o governo federal anunciou nesta segunda-feira (14/09) 26 bilhões de reais em cortes no orçamento do próximo ano e um aumento de impostos.

Os cortes, anunciados pelos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa, prevêem a diminuição de ministérios e cargos de confiança, a suspensão de concursos públicos federais em 2016 e de subvenções agrícolas, o congelamento do reajuste dos servidores e a redução de investimentos em programas sociais, como o Minha Casa, Minha Vida.

“Muitas das medidas exigirão apoio do Congresso para se tornarem efetivas, e a confiança dos brasileiros. Foi sugerido que se procurasse dialogar mais com a sociedade para que tivesse pleno entendimento sobre a necessidade desse esforço adicional. Nestas últimas semanas, ficou absolutamente evidente para todos a necessidade desse ajuste”, afirmou Levy.

Os cortes não afetaram o Bolsa Família. As medidas fazem parte de um conjunto de nove metas que visam reduzir 26 bilhões dos gastos no orçamento do próximo ano.

Volta da CPMF

Além dos cortes, o governo anunciou ainda o aumento de impostos para garantir o superávit primário em 2016. Entre essas medidas, a mais polêmica é a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

“Foi considerado que, diante de todas as alternativas de tributos, a prorrogação da vigência da lei original de 1996 da CPMF seria o caminho que traria menor distorção à economia”, disse Levy.

Segundo o ministro, o objetivo é que a nova CPMF “não dure mais do que quatro anos”. O imposto deve ter uma alíquota de 0,2%, inferior a que vigorava quando a contribuição foi extinta, que era de 0,38%. Para compensar essa medida, o governo propôs a redução do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

O valor arrecadado com a nova CPMF será destinado para diminuir o déficit da Previdência Social. “É uma contribuição de prazo determinado, com objetivo determinado, que é pagar as aposentadorias”, disse Levy.

O governo também pretende reduzir incentivos fiscais e criar um imposto sobre ganho de capital progressivo que afetará, por exemplo, recursos gerados com venda de imóveis. A nova taxa prevê que, quanto maior o valor do volume gerado com a operação, maior será seu percentual.

No entanto, para por em prática boa parte dessas medidas, o governo depende da aprovação no Congresso.

Com o anúncio dos cortes e do aumento de impostos, o governo espera recuperar credibilidade junto aos investidores internacionais. Na última semana, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s rebaixou a nota de crédito do Brasil de BBB- para BB+, retirando o grau de investimento do país, ou seja, o selo de bom pagador.

CN/rtr/abr/ots

- Publicidade -
- Publicidade -

Holdimo garante que é “parceiro leal e estratégico” do Sporting e que CMVM “verificou licitude dos fundos” que entraram em Alvalade

Holdimo detalhou ao Observador todas as operações feitas com o Sporting, da compra de parte de passes à transformação de crédito em capital, e...
- Publicidade -

Activista Mensageiro Andrade denuncia desumanas condições das celas prisionais na Huíla

Autoridades admitem precariedade das condições das celas policiais mas as atribuem à conjuntura do país O activista cívico angolano Manuel Andrade, recentemente condenado a três...

Filha de Samora Machel entre as 100 mulheres mais influentes do mundo

Josina Machel, a filha de Graça e Samora Machel, é uma das 100 mulheres mais influentes do mundo, na lista da BBC. Ativista, criou...

César Freitas: “Saúde infantil em Angola é um desafio”, desde o acesso a cuidados às doenças infecciosas

Esta semana, o convidado da Angola Saúde em Foco é o dr. César Freitas, médico pediatra no Hospital David Bernardino em Luanda e secretário...

Notícias relacionadas

Holdimo garante que é “parceiro leal e estratégico” do Sporting e que CMVM “verificou licitude dos fundos” que entraram em Alvalade

Holdimo detalhou ao Observador todas as operações feitas com o Sporting, da compra de parte de passes à transformação de crédito em capital, e...

Activista Mensageiro Andrade denuncia desumanas condições das celas prisionais na Huíla

Autoridades admitem precariedade das condições das celas policiais mas as atribuem à conjuntura do país O activista cívico angolano Manuel Andrade, recentemente condenado a três...

Filha de Samora Machel entre as 100 mulheres mais influentes do mundo

Josina Machel, a filha de Graça e Samora Machel, é uma das 100 mulheres mais influentes do mundo, na lista da BBC. Ativista, criou...

César Freitas: “Saúde infantil em Angola é um desafio”, desde o acesso a cuidados às doenças infecciosas

Esta semana, o convidado da Angola Saúde em Foco é o dr. César Freitas, médico pediatra no Hospital David Bernardino em Luanda e secretário...

Programa psicoterapêutico desenvolvido na UC reduz o sofrimento de mulheres com cancro da mama

Um programa de intervenção psicológica para contexto oncológico, desenvolvido na Universidade de Coimbra (UC), mostrou ser eficaz na diminuição do sofrimento de mulheres com...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.