- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Empresas alemãs à procura de mais oportunidades na FACIM

Empresas alemãs à procura de mais oportunidades na FACIM

Feira Internacional de Maputo, Moçambique (DW)
Feira Internacional de Maputo, Moçambique (DW)

Na maior feira industrial e comercial de Moçambique, FACIM, várias empresas alemãs lá representadas procuram mais oportunidades com grandes empresas moçambicanas e as que exploram recursos naturais.

Produtos alemães expostos na Feira Internacional de Maputo, FACIM, estão na rota de grandes empresas moçambicanas e aquelas que estão a explorar os recursos naturais do país.

Trata-se de máquinas pesadas para a indústria mineira, ferramentas manuais e industriais e materiais para uso doméstico, tudo de origem alemã.

Exemplo disso é a ARCOM que tem de dar muitas explicações aos visitantes sobre o uso de alguns materiais dada a sua complexidade, segundo conta Shaquil Yacubo: “É uma área muito sensível, porque é muito especializada, mediante os nossos produtos de venda. Quando se trata de um cliente que vem à procura do nosso material, eles querem a especificação do material e é importante que estejamos formados para satisfazer o cliente.”

A empresa já conseguiu conquistar o mercado e há grandes clientes que solicitam os produtos daquela empresa, como explica Yacubo: “Nós estamos direcionados para os megaprojetos. Temos como grandes clientes a HCB, a Hidroelétrica de Cahora Bassa, projetos no norte e no centro e uma gama de revendedores, tanto no centro como no sul do país.”

Empresas alemãs assistem Megaprojetos

A outra empresa alemã que também está presente na FACIM expõe materiais para exploração de recursos naturais. A Africa Bolt and Tool Limited disponibiliza também materiais para obras públicas.

Jordão Mazive representa a empresa e diz que os megaprojetos solicitam os seus produtos: “Temos a HCB, Mozal, a Vale e outras empresas grandes, porque nós garantimos o fornecimento e damos a crédito aquelas empresas que já consideramos há um bom tempo como nossos clientes. Não precisam de ter o dinheiro imediatamente, damos a crédito e as pessoas vêm comprar.”

Os produtos desta empresa têm a vantagem de assistência técnica. Este procedimento visa deleitar a clientela: “Se avariar [o cliente] tem o direito de trazer o material à nossa loja, temos um técnico que o repara e depois quando for necessário substituir uma peça qualquer colocamos uma nova peça e o cliente paga apenas o valor da peça, a reparação é gratuita.”

A decorrer sob o lema “Promovendo o Potencial Económico de Moçambique Independente”, espera-se que esta edição da FACIM reflita os pilares principais do Plano Quinquenal do Governo que assenta na industrialização e modernização da economia. (dw.de)

- Publicidade -
- Publicidade -

Polícia é vista como corrupta e não tem a confiança do cidadão

Dados foram obtidos de uma pesquisa realizada em várias províncias do País pela organização não-governamental Mosaiko, ligada à defesa dos direitos humanos, no âmbito...
- Publicidade -

FIFA suspende Presidente da CAF por cinco anos

O presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Ahmad Ahmad, foi suspenso cinco anos por ilícitos financeiros, entre os quais desvio de fundos, informou...

Adolescente morto a tiro no Cazenga

António Junho Vindo, 16 anos, morreu há dias, vítima de disparo de arma de fogo, efectuado por um marginal, identificado por Madruga. De acordo com...

Angola sem registo de óbitos em 24 horas

As últimas 24 horas foram marcadas por 141 infecções e a recuperação de cinco pacientes, não se tendo registado nenhuma morte, informou, ontem, em...

Notícias relacionadas

Polícia é vista como corrupta e não tem a confiança do cidadão

Dados foram obtidos de uma pesquisa realizada em várias províncias do País pela organização não-governamental Mosaiko, ligada à defesa dos direitos humanos, no âmbito...

FIFA suspende Presidente da CAF por cinco anos

O presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Ahmad Ahmad, foi suspenso cinco anos por ilícitos financeiros, entre os quais desvio de fundos, informou...

Adolescente morto a tiro no Cazenga

António Junho Vindo, 16 anos, morreu há dias, vítima de disparo de arma de fogo, efectuado por um marginal, identificado por Madruga. De acordo com...

Angola sem registo de óbitos em 24 horas

As últimas 24 horas foram marcadas por 141 infecções e a recuperação de cinco pacientes, não se tendo registado nenhuma morte, informou, ontem, em...

Telecomunicações: Um acelerador de crescimento para a economia pós-pandemia de África

As empresas de telecomunicações têm um papel significativo a desempenhar em África como aceleradoras de crescimento, à medida que buscamos reduzir a exclusão digital...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.