- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Ex-chefe da CIA propõe utilizar Al-Qaeda contra Estado Islâmico

Ex-chefe da CIA propõe utilizar Al-Qaeda contra Estado Islâmico

(Foto de John W. Adkisson/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP/Arquivos)
(Foto de John W. Adkisson/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP/Arquivos)

O ex-chefe da CIA David Petraeus disse nesta terça-feira que os Estados Unidos deveriam trabalhar com alguns membros da Al-Qaeda para enfrentar o grupo Estado Islâmico (EI) na Síria.

Em uma declaração à CNN, Petraeus disse que alguns membros da Al-Qaeda, ligados ao grupo Al-Nosra, poderiam ser convencidos a lutar com os Estados Unidos contra o EI.

“Não devemos, sob qualquer circunstância, tentar cooptar a Al-Norsa, mas sim alguns combatentes individuais, considerando que o grupo actua hoje de forma mais oportunista do que norteado por razões ideológicas”.

Petraeus argumenta que combatentes dispostos a renunciar à Al-Nosra, ao Estado Islâmico e ao presidente sírio Bashar al-Assad poderiam ser chamados.

David Petraeus tornou-se um nome conhecido nos Estados Unidos depois de comandar tropas no Iraque em 2007. Na época, políticos americanos o apontaram como responsável por salvar o esforço de uma guerra conturbada.

Nessa operação, o general convenceu combatentes sunitas a abandonar a Al-Qaeda para trabalhar com militares americanos.

O anúncio feito nesta terça-feira ocorre depois de uma publicação do The Daily Beast apontando a ironia de os Estados Unidos trabalharem com pessoas ligadas à Al-Qaeda, grupo responsável pelos ataques de 11 de Setembro, que desencadearam a guerra ao terror declarada pelos EUA.

O jornal The Daily Beast afirmou que muitos oficiais americanos consideram a ideia de Petraeus politicamente problemática, quase impossível de ser implementada e arriscada do ponto de vista estratégico.

Petraeus disse à CNN que utilizar combatentes da Al-Nosra requer o surgimento de grupos de oposição muito mais moderados e, ao mesmo tempo, a intensificação da pressão militar sobre os grupos extremistas. (yahoo.com)

por AFP

 

- Publicidade -
- Publicidade -

ANPG cedeu blocos petrolíferos da Bacia do Namibe

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) anunciou, hoje, ter concluído a negociação directa (uma das modalidades contratuais de atribuição de poços)...
- Publicidade -

Adriano Nuvunga: “A descentralização está adiada em Mocambique”

A descentralização em Moçambique é um fator de desenvolvimento e coesão da unidade nacional, apesar de alguns aspetos que impedem a sua aplicação efetiva,...

Parceria entre Ministérios e Huawei promove o desenvolvimento de talentos TIC em Angola

A Huawei, em parceria com o Ministério do Ensino Superior, Ciência e ciência tecnologias de inovação e o Ministério das Telecomunicações Tecnologias de Informação...

São Tomé e Príncipe: Grupo de cidadãos questiona projeto de lei eleitoral

Em São Tomé e Príncipe, continua o debate em torno do projeto de alteração da lei eleitoral proposto pela coligação MDFM-PCD-UDD, que impõe que...

Notícias relacionadas

ANPG cedeu blocos petrolíferos da Bacia do Namibe

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) anunciou, hoje, ter concluído a negociação directa (uma das modalidades contratuais de atribuição de poços)...

Adriano Nuvunga: “A descentralização está adiada em Mocambique”

A descentralização em Moçambique é um fator de desenvolvimento e coesão da unidade nacional, apesar de alguns aspetos que impedem a sua aplicação efetiva,...

Parceria entre Ministérios e Huawei promove o desenvolvimento de talentos TIC em Angola

A Huawei, em parceria com o Ministério do Ensino Superior, Ciência e ciência tecnologias de inovação e o Ministério das Telecomunicações Tecnologias de Informação...

São Tomé e Príncipe: Grupo de cidadãos questiona projeto de lei eleitoral

Em São Tomé e Príncipe, continua o debate em torno do projeto de alteração da lei eleitoral proposto pela coligação MDFM-PCD-UDD, que impõe que...

Polícia usa a força contra motoristas que exigiam melhores condições em Nampula

A Polícia de Moçambique usou a força para travar uma manifestação pacífica de camionistas de Nampula, que exigiam melhores condições laborais. “Em Nampula estão 19...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.