Presidente zambiano atenua penas de angolanos condenados à prisão perpétua

Edgar Chagwa Lungu - Presidente da Zâmbia (Foto: Clemente dos Santos)
Edgar Chagwa Lungu – Presidente da Zâmbia (Foto: Clemente dos Santos)

O Presidente da Zâmbia, Edgar Lungu, comutou as penas de prisão perpétua de angolanos condenados naquele país para 20 anos de reclusão, anunciou hoje o Jornal Zambia Daily Mail, de acordo com uma nota de imprensa da Embaixada de Angola.

De acordo o citado jornal, o Presidente Lungu disse na ocasião que comutou as sentenças de todos os angolanos, no âmbito da assinatura do Memorando de Entendimento sobre a troca de prisioneiros entre Zâmbia e Angola.

Esses presos angolanos estavam antes sentenciados à pena de morte, que posteriormente foi transformada em prisão perpétua, agora reduzida a 20 anos de encarceramento, refere-se na informação.

Com o perdão do Presidente zambiano, estes condenados poderão juntar-se ao grupo dos 19 angolanos que já tinham as suas declarações de transferência assinadas e que serão transferidos para Angola no dia 17 de Setembro próximo.

Tal ficou acordado entre as autoridades dos dois países, durante o último encontro de trabalho que se realizou há um mês em Lusaka entre o secretário de Estado para os Serviços Penitenciários de Angola, José Bamoquina Zau, e o vice-ministro do Interior da Zâmbia, Coronel Gerry Chanda.

Segundo as mesmas informações, actualmente na Zâmbia 27 angolanos cumprem diversas penas de prisão. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »