Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ministro considera agente sanitário elemento chave para consolidação da municipalização

Ministro da Saúde, José Van-Dúnem (Foto: Angop/Arquivo)
Ministro da Saúde, José Van-Dúnem (Foto: Angop/Arquivo)

O ministro da Saúde, José Viera Dias Van-Dúnem, considerou hoje, segunda-feira, em Luanda, o agente comunitário e sanitário como um elemento chave para consolidação da municipalização dos serviços de saúde que tem vindo a desenvolver com sucesso.

O goverante fez esse pronunciamento quando discursava no encerramento de um Workshop Nacional dos Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário” promovido pelo Ministério da Administração do Território (MAT).

Para si, a municipalização dos serviços de saúde tem sido positiva com resultado concreto e visível que se traduz na melhoria dos acessos aos serviços de saúde, melhoria das coberturas e da qualidade dos serviços prestados, sustentado pelo reforço notável das capacidades institucionais do serviço de saúde a nível local.

Este resultado advêm do investimento que o Executivo tem desenvolvido para descentralização dos municípios para os recursos financeiros, humanos e patrimoniais acompanhado por acções de formação supervisão e monitorização, bem como de instrumento orientador visando a consolidação da municipalização.

“Evidencia está o facto de Angola ser reconhecido a nível internacional como um país livre da polomielite. Este ganho deve-se aos esforços de todos nós particularmente a nível local. Felicitando deste modo os administradores e equipas municipais de saúde a prosseguirem com a consolidação dos benefícios já alcançados”, ressaltou.

Este formandos que iniciam a formação terão a tarefa de formar, ainda este ano, 1.080 novos ADECOS (Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário) e até 2017, perfarão mais 14.000.

O workshop realiza-se no âmbito de uma iniciativa conjunta dos Ministérios da Saúde e da Administração do Território e marca o início da implementação de um programa do Executivo, que é a Política Nacional do Agente de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário (PNADECOS).

De acordo com a estratégia de intervenção do programa, prevê-se para o presente ano a formação e enquadramento de mil e oitenta (1.080) agentes, em 18 municípios de seis províncias de Angola, nomeadamente Bengo, Lunda-Norte, Malanje, Moxico, Uíge e Luanda. (portalangop.co.ao)

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »