Líderes europeus à espera de saber o que Alexis Tsipras tem para propor

Chanceler alemã Angela Merkel e Presidente francês François Hollande reuniram-se ontem em Paris. Ofereceram solidariedade à Grécia, mas também pediram responsabilidade ao governo de Alexis Tsipras (Foto: EPA/ETIENNE LAURENT)
Chanceler alemã Angela Merkel e Presidente francês François Hollande reuniram-se ontem em Paris. Ofereceram solidariedade à Grécia, mas também pediram responsabilidade ao governo de Alexis Tsipras (Foto: EPA/ETIENNE LAURENT)

Primeiro-ministro grego deverá voltar a levantar a questão da reestruturação da dívida na cimeira dos líderes dos países da zona euro.

Os líderes dos países da zona euro reúnem-se hoje em Bruxelas para conhecer o que tem o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, para propor dois dias depois de os gregos terem rejeitado as propostas das instituições credoras. O FMI diz-se “pronto para auxiliar”, mas a sua diretora-geral lembrou que o fundo deixou de poder dar dinheiro à Grécia a partir do momento em que o país falhou o reembolso de 1,5 mil milhões de euros a 30 de junho. Bruxelas acredita “numa solução”, apesar de considerar a situação ser “muito complicada”. Angela Merkel e François Hollande prometeram ontem “solidariedade”, mas também exigiram “responsabilidade”.

“Temos sido solidários com a Grécia”, afirmou a chanceler alemã, no final do um encontro com o presidente francês, em Paris, tendo reiterado a ideia dominante de que o governo grego tem que “respeitar as decisões dos outros 18 governos da zona euro”.

Hollande, por sua vez, considerou que são “os valores que mantêm a Europa unida”, considerando que a União Europeia não é apenas uma “construção financeira e monetária”. Merkel entende que a Europa pode manter-se unida se cada país “assumir as suas próprias responsabilidades”, frisando que a derradeira proposta, apresentada na a 25 de Junho, continha “uma oferta generosa”.

Os líderes da França e Alemanha admitiram que a “se porta mantém aberta” apesar da vitória do “Não” no referendo de domingo. Hoje, esperam que Alexis Tsipras apresente “propostas sérias” aos seus parceiros europeus. (dn.pt)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »