Portal de Angola
Informação ao minuto

Governador do Uíge promete acabar com intolerância e discriminação de membros da Unita

Félix Simão Lucas (VOA)
Félix Simão Lucas (VOA)
Félix Simão Lucas (VOA)

O governador do Uíge Paulo Pombolo reuniu-se ontem, 30, com o secretário provincial da Unita para abordar sobre questões políticas e sociais que a província está a enfrentar nos últimos dias.

Apesar de a segurança ter vetado a entrada dos órgãos privados de comunicação social por alegar falta de autorização para o efeito, o responsável da Unita Felix Simão Lucas abordou com a VOA os principais pontos discutidos.

“Abordamos questões ligadas à intolerância política e discriminação de vários professores e estudantes afectos à Unita e de casos de vários professores cujos nomes foram excluídos do sistema salarial no quadro de duplo vínculo laboral” explicou Felix Lucas.

Ele revelou ainda que no encontro com o governador e primeiro secretário do MPLA no Uíge, Paulo Pombolo garantiu que serão ultrapassados os principais problemas que se debatem nos sectores políticos, de  educação e da saúde na província..

“Dos assuntos levantados como a promoção da carreira docente, a situação sanitária da província e da intolerância política, eu penso, de acordo com a afirmação do senhor governador, são situações que serão ultrapassadas”, reiterou o responsável da Unita no Uíge que, questionado sobre a materialização do acordado, preferiu dizer que “a pratica é o critério da verdade”.

Féliz Lucas prometeu “fazer acompanhamento durante o período, porque é isso que vai ditar se de facto valeu a penas ou se ainda temos alguns equívocos”.

Os municípios de Mucaba, Comuna de Quimaria e Maquela do Zombo são as áreas mais afectadas pela intolerância política, de acordo com o responsável da Unita no Uíge.   (voa.com)

por Moniz Francisco

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »