Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Zaire: Projecto de construção de sistema de água para Mbanza Congo avaliado no terreno

0
ENGENHEIRO, ANTÓNIO QUARESMA, CHEFIOU A COMITIVA TÉCNICA DA UTN DA CASA CIVIL DA PR (Foto: Pedro Moniz Vidal)
ENGENHEIRO, ANTÓNIO QUARESMA, CHEFIOU A COMITIVA TÉCNICA DA UTN DA CASA CIVIL DA PR (Foto: Pedro Moniz Vidal)

Uma equipa da Unidade Técnica de Negociações (UTN) da Casa Civil da Presidência da República apresentou nesta quinta-feira (19), em Mbanza Congo, Província do Zaire, aos representantes das empresas concorrentes, o projecto de construção do novo sistema de abastecimento de água potável para esta cidade.

Durante a reunião, que foi orientada pelo vice-governador do Zaire para o Sector Político e Social, Rogeiro Eduardo Zabila, foram prestadas informações técnicas do actual sistema e perspectivadas as capacidades do futuro.

De acordo com a engenheira Alexandrina Pires, integrante da delegação da UTN, que fez a apresentação dos projectos, o novo sistema de abastecimento de água para Mbanza Congo está preconizado para um horizonte de até 2033, com 247 mil beneficiários.

Explicou que o novo sistema estará subdividido em dois, sendo um a ser construído no rio Lueji e terá uma capacidade de 300 metros cúbicos por hora, que incluirá a criação de um açude, uma nova captação e estação elevatória de água bruta, assim como uma nova estação de tratamento com a capacidade de 300 metros cúbicos por hora.

Acrescentou que o subsistema do Lueji prevé ainda a edificação de um reservatório de aprovisionamento de água de 1500 metros cúbicos que se encarregará de abastecer o casco urbano de Mbanza Congo.

Quanto ao sub-sistema do rio Lunda, que deverá situar-se a 15 quilómetros do centro da cidade de Mbanza Congo, segundo ainda a fonte, terá uma captação com a capacidade de bombear 1200 metros cúbicos por hora, devendo ainda possuir uma estação de tratamento circo-completo com uma capacidade de 1200 metros cúbicos por hora.

Este sub-sistema estará preconizado para abastecer de água a nova área de expansão urbana, nomeadamente a futura centralidade que deverá ser construída na localidade do Nkiende II, a cerca de 32 quilómetros da cidade, assim como o novo aeroporto, o hospital-geral do Zaire, entre outras áreas.

A responsável disse também que a captação do rio Lunda terá ainda a incumbência de reforçar o sistema do Lueji para atender as necessidades do aumento da população urbana da actual cidade de Mbanza Congo.

O mesmo projecto prevé igualmente a execução de 79 quilómetros de rede de abastecimento, duas mil ligações domiciliárias, 14 mil e 269 ligações em quintais e 534 chafarizes.

O actual sistema de abastecimento de água para Mbanza Congo tem uma capacidade de 60 metros cúbicos por hora, com uma captação a partir do rio Lueji, cuja estação de tratamento, situada na parte alta da cidade, possui um reservatório semi-apoiado de 300 metros cúbicos, dois reservatórios elevados, sendo um de 150 metros cúbicos e o outro de 500 metros cúbicos.

O prazo estipulado para a entrega das propostas das empresas participantes ao concurso público para a construção dos referidos projectos se estenderá até 25 de Março do ano em curso, devendo a empreitada ter uma duração de dois anos.

Durante a sua estadia em Mbanza Congo, os representantes das empresas que participam do concurso público foram levados a uma visita considerada obrigatória aos locais onde deverão ser erquidos tais projectos.

A delegação da Unidade Técnica de Negociações(UTN) da Casa Civil da Presidência da República, que integrou responsáveis do Ministério da Energia e Águas, foi chefiada pelo Engenheiro António Quaresma. (portalangop.co.ao)

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »