Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ucrânia diz que 1.500 soldados russos cruzaram a fronteira em fevereiro

0
(AFP/GETTY IMAGES)
(AFP/GETTY IMAGES)

As autoridades da Ucrânia denunciaram que 1.500 soldados da Rússia cruzaram a fronteira entre os dois países entre o dia 7 e 8 de Fevereiro.

O porta-voz da Operação Antiterrorista, como Kiev denomina a campanha militar contra os separatistas pró-Rússia do leste da Ucrânia, afirmou ainda que foram introduzidos em território ucraniano 300 peças de armamento pesado, inclusive plataformas de lançamento de mísseis.

“Ao longo dos dias 7 e 8 de Fevereiro, cerca de 1.500 soldados da Rússia e mais de 300 unidades de equipamentos militares cruzaram a fronteira nacional pelo ponto de passagem de Izvarino”, disse Lisenko.

“Entre outros, havia sistemas de plataformas de lançamento de mísseis BM-21 Grad e caminhões cobertos com toldos”, acrescentou.

O porta-voz afirmou que “as colunas se dirigiram para as cidades de Lugansk, Debaltsevo e Antraitsit”.

Além disso, o funcionário informou que as forças ucranianas tomaram um tanque T-72 que estava com os insurgentes, e ressaltou que o modelo não é produzido na Ucrânia.

As alegações de Kiev sobre a presença de tropas russas na Ucrânia ocorrem em meio a intensas conversas diplomáticas para tentar pôr fim à guerra no leste do país. França e Alemanha lançaram na sexta-feira passada uma iniciativa de paz.

Kiev e o Ocidente acusam o presidente russo, Vladimir Putin, de ajudar os rebeldes não apenas com material militar e voluntários russos mas com o envio de tropas regulares para a Ucrânia, algo que Moscovo nega.

O porta-voz militar disse que nos últimos 10 dias a artilharia ucraniana destruiu tanques, veículos blindados e outros equipamentos militares dos rebeldes. (EFE)

 

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »