Professor Adérito Belmiro Correia apontado como exemplo e pilar no ensino do direito em Angola

Adérito Correia, Professor Universitário (Foto: Lino Guimarães/Arquivo)
Adérito Correia, Professor Universitário (Foto: Lino Guimarães/Arquivo)

O docente universitário Adérito Belmiro Correia foi hoje, terça-feira, em Luanda, considerado como um exemplo relevante para o ensino do direito, fruto da sua participação activa e exitosa no processo de formação do homem angolano.

Adérito Correia é docente das disciplinas de direito constitucional e ciências políticas.

Segundo o ministro do ensino superior, Adão do Nascimento, que falava no acto de homenagem ao docente, numa iniciativa da Universidade Católica de Angola, qualquer sociedade precisa de referências e quando vivas, como é o caso, são mais motivadoras.

Para o governante, Adérito Correia é uma grande referência do sistema de ensino nacional e o desenvolvimento da formação em direito.

Por sua vez, o ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, referiu que o homenageado, docente universitário, advogado e constitucionalista, está ligado a génese da Faculdade de Direito e da Universidade Católica de Angola.

“Sempre desempenha a sua actividade com empenho, dedicação e o despertar dos estudantes pela excelência, premiando os melhores”, disse.

O reitor e o Chanceler da Universidade Católica, José Vicente e Dom Manuel José Embamba, respectivamente, foram unânimes em reconhecer o professor Adérito Correia como pilar na criação da instituição.

Dom Manuel Embamba frisou que o evento representa é o reconhecimento da contribuição dele na primeira universidade privada do país.

“Que este gesto reaviva o desejo de dar mais de si pelo país, que prospere e que o seu exemplo sirva para cada angolano de estímulo, colocando ao dispor da nação todos os seus talentos”, frisou.

Durante o evento foi entregue um diploma de mérito ao homenageado, que se fez representar pela mulher.

O evento contou com as presenças de diversas individualidades do país, entre os quais o governador de Luanda, Graciano Domingos, o Provedor de Justiça, Paulo Tchipilica, o consultor jurídico, Carlos Feijó, o decano da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto, Carlos Ferreira, juristas, estudantes, familiares e amigos do professor. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »