OMA homenageia nacionalista Irene Neto por ocasião dos 90 anos

Maria Eugénia Neto (Foto: Lucas Neto/Arquivo)
Maria Eugénia Neto (Foto: Lucas Neto/Arquivo)

A destacada militante do MPLA, Irene Agostinho Neto, foi homenageada hoje, sábado, em cerimónia realizada por ocasião do seu 90º aniversário, numa iniciativa da Organização da Mulher Angolana (OMA).

No evento realizado em Luanda estiveram presente ilustres militantes do MPLA para manifestar o reconhecimento à uma figura do nacionalismo angolano.

O vice-presidente do MPLA, Roberto Victor de Almeida, em declarações a imprensa, destacou a trajectória de Irene Neto, como militante activa que deu o seu contributo a causa justa do povo angolano, que culminou com o alcance da independência.

Como militante da clandestinidade apoiou bastante os presos políticos, desde então demonstrou ser perspicaz, serena, dinâmica e destemida, deixando transparecer a sua grande determinação, na luta por causas nobres e na defesa dos interesses dos mais
desprotegidos.

Irene Neto conseguiu instruir, sensibilizar ideologicamente e mobilizar homens e mulheres movendo-os contra o sistema colonial e fascista, que não poderia de forma alguma continuar a existir em Angola.

A Secretária Provincial da OMA, Eulália Rocha, ao discursar no acto enalteceu o papel da militante como mulher humanista, humilde, patriótica e solidária, cuja acção profissional se incidiu no campo social e tornou-se numa enfermeira instrumentalista do bloco operatório.

Profissional como era, não deixou de usar a sua veia, para também mobilizar os angolanos, a dedicarem-se à luta contra a opressão, a exploração do homem pelo homem, pela discriminação e contra o analfabetismo.

Como coordenadora Provincial da OMA e membro do Comité Nacional, organizou as militantes, para fortalecer as fileiras do partido, educando-as política e ideologicamente, transformando-as em militantes defensoras da pátria, da paz e da reconstrução nacional, referiu Eulália Rocha.

A dirigente da maior organização feminina no país referiu que “a mesma está no bom caminho”, citando o presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos.

Reafirmou que o igualmente Presidente da República tudo tem feito, para que a OMA continue por ela mesma, a trilhar o caminho certo com as suas militantes, que seguem e seguirão o exemplo desta grande educadora e unificadora.

Por seu turno, o segundo secretário provincial do MPLA de Luanda, Jesuino Silva, em declarações a imprensa, enalteceu a iniciativa da organização provincial da OMA, em homenagear a mulher que escreveu com “letras de ouro” as páginas heróicas do povo angolano.

Informou que a primeira homenagem é da iniciativa da OMA e o Comité provincial do MPLA também terá um gesto idêntico no âmbito das actividades alusivas ao Março Mulher. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »