Justiça dos EUA investiga Moody’s por créditos hipotecários

(Scott Eells/Bloomberg)
(Scott Eells/Bloomberg)

As autoridades americanas investigam a agência internacional de classificação de risco Moody’s por supostamente superestimar produtos financeiros apoiados por hipotecas “subprime” no começo da crise financeira, noticiou neste domingo o jornal Wall Street Journal (WSJ).

Se esta investigação for confirmada, a Moody’s se tornaria a segunda agência de classificação de risco na mira do Departamento de Justiça, após a Standard & Poor’s (S&P).

Um acordo entre o Departamento de Justiça e a S&P, que inclui multa de US$ 1,73 bilhão para encerrar a acção é iminente, indicaram à AFP na semana passada várias fontes ligadas ao caso.

A investigação da Moody’s está em etapa preliminar, acrescentou o jornal, citando fontes não identificadas.

As reuniões entre dirigentes da agência classificadora e os encarregados da justiça foram celebradas nos últimos meses.

Nem a Moody’s, nem o Departamento de Justiça estavam disponíveis no domingo para confirmar a informação.

As autoridades americanas criticam a Moody’s pela avaliação deficiente de títulos da dívida, emitidos entre 2004 e 2007, inclusive empréstimos habitacionais que fizeram desmoronar o sistema financeiro entre 2008-2009, prosseguiu o WSJ.

Ainda segundo o periódico, a agência abriu mão da objectividade para não perder clientes.

Os investidores se apoiam nas notas das agências de classificação para avaliar a qualidade de um produto financeiro e os riscos de insolvência ao credor para vender ou investir em um activo. (afp.com)

 

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »