Juncker assume que se exagerou nas políticas de austeridade aplicadas em Portugal e Grécia

(ABOLA)
(ABOLA)

O Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude-Juncker, confidenciou esta quarta-feira que as políticas de austeridade seguidas em países sob auxílio financeiro da troika como Grécia, Portugal ou Irlanda, foram um pouco duras.

Para Juncker, estes exemplos vão servir de lição para que não se voltem a repetir os mesmos erros.

«Pecámos contra a dignidade dos povos, especialmente na Grécia e em Portugal e muitas vezes na Irlanda», reconheceu o sucessor de Durão Barroso, numa declaração citada pelo site EuropaPress.

«Eu era presidente do Eurogrupo, e pareço estúpido em dizer isto, mas há que retirar as lições da história e não repetir os mesmos erros», acrescentou. (abola.pt)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »