Ler Agora:
José Sócrates só pode ter edredão na cela se o comprar na cadeia de Évora
Artigo completo 2 minutos de leitura

José Sócrates só pode ter edredão na cela se o comprar na cadeia de Évora

(Foto: D.R.)

(Foto: D.R.)

Novas regras nas prisões a partir de domingo continuam a proibir a entrada de edredãos e o uso de botas de cano alto.

José Sócrates já teve resposta parcial a um pedido que tinha feito para poder usar na cela um cachecol e um edredão do Benficaoferecidos pelo famoso adepto “Barbas”, bem como botas de cano alto. O cachecol dos “encarnados”, que lhe estava proibido, já lhe foi devolvido e pode usá-lo na cela, confirmou o DN com fonte prisional. É uma peça que passou a ser permitida por despacho do diretor geral das prisões publicado no domingo e que cria algumas regras novas sobre vestuário e calçado que os reclusos podem usar.

Mas as botas de cano alto e o edredão continuam a ser proibidos, mesmo com as alterações por despacho ao regulamento geral dos estabelecimentos prisionais. Aliás, José Sócrates recorreu, ainda em janeiro, da decisão do diretor da cadeia de Évora que o obrigava a devolver as botas, e aguarda ainda resposta ao recurso do Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa, segundo apurou o DN.

Enquanto o anterior regulamento geral dos estabelecimentos prisionais estipulava que os presos podiam ter no seu espaço de alojamento 41 peças de vestuário devidamente discriminadas (3 pares de calças ou bermudas, 5 camisas, 10 cuecas ou boxers ou ceroulas, etc), o novo despacho de Rui Sá Gomes indica que opreso pode ter 50 peças de roupa, sem especificar quais e em que quantidades. A consequência é que o cachecol, que era um dos ítens não referidos na lista de artigos permitidos, passou, por omissão, a ser autorizado. (dn.pt)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »