Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Grupo Estado Islâmico divulga vídeo de destruição de relíquias milenares no Iraque

0
Jihadistas do grupo Estado Islâmico destruíram obras dos períodos assírio e helenístico, que datam séculos antes da era cristã. (capture d'écran)
Jihadistas do grupo Estado Islâmico destruíram obras dos períodos assírio e helenístico, que datam séculos antes da era cristã.
(capture d’écran)

O grupo radical Estado Islâmico divulgou na noite desta quinta-feira (26) um vídeo em que vários de seus integrantes destroem uma série de relíquias da era pré-islâmica no museu de Mossul, no norte do Iraque. As cenas de vandalismo chocaram as autoridades e especialistas, que classificaram o ato como “catastrófico”.

Os objectos destruídos são tesouros dos períodos assírio e helenístico e datam de vários séculos antes da era cristã. Especialistas confirmaram e lamentaram o ato de vandalismo, comparado à demolição dos Budas de Bamiyan pelos talibãs do Afeganistão, em 2001.

A direcção geral da Unesco pediu uma reunião de crise do Conselho de Segurança da ONU. Thomas Campbell, director do Metropolitan Museum de Nova York, classificou o ato de “catastrófico” e expressou sua enorme tristeza com o ocorrido.

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, se pronunciou sobre o ato em sua conta no Twitter. “Sobre as estátuas destruídas em Mossul: uma parte do espírito de humanidade foi exterminado”, escreveu.

Cristãos assírios

A aliança liderada pelos Estados Unidos realizou ataques aéreos contra o grupo Estado Islâmico ontem no nordeste da Síria onde os extremistas sequestraram pelo menos 220 cristãos assírios nesta semana. Depois do rapto, cerca de 5 mil cristãos assírios abandonaram suas casas.

O Conselho de Segurança da ONU condenou a brutalidade dos extremistas. Em nota, os 15 países que integram o órgão destacam a acção “demonstra uma vez mais a brutalidade do grupo”, considerado responsável por milhares de crimes e abusos de pessoas de “todas as fés, etnias e nacionalidades sem levar em conta qualquer valor básico da humanidade.” (rfi.fr)

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »