EUA rejeitam acusações ‘ridículas’ de Maduro sobre tentativa de golpe

(AFP)
(AFP)

O governo americano classificou de “ridículas”, nesta sexta-feira, as acusações feitas pelo presidente venezuelano, Nicolás Maduro, o qual anunciou o desmantelamento de um atentado golpista dirigido contra ele “de Washington”.

“Essas últimas acusações, como outras acusações anteriores similares, são ridículas”, disse a porta-voz do Departamento de Estado americano, Jen Psaki.

Em uma resposta que se tornou frequente nos últimos meses, Psaki insistiu em que, “muitas vezes, o governo venezuelano tenta distrair de suas próprias acções, culpando os Estados Unidos e outros membros da comunidade internacional por acontecimentos na Venezuela”.

“Esses esforços reflectem uma falta de seriedade da parte do governo venezuelano para atender a grave situação que enfrenta”, acrescentou a porta-voz, referindo-se à profunda crise económica nesse país.

Na quinta-feira, Maduro anunciou que se conseguiu impedir uma nova tentativa de golpe de Estado por parte de “um grupo de oficiais da Força Aérea”. Segundo ele, os envolvidos já foram detidos.

O presidente relatou ainda que o suposto plano teria sido orquestrado “de Washington” e financiado dos Estados Unidos.

Assim como fazia seu antecessor, o falecido Hugo Chávez, Maduro denuncia com frequência tentativas de golpe de Estado e planos desestabilizadores armados pela direita venezuelana, em conluio com sectores da direita da Colômbia e dos Estados Unidos.

Este ano, Maduro já acusou o vice-presidente americano, Joe Biden, de anunciar sua queda para governos da região; denunciou ameaças recebidas durante uma visita à Costa Rica; e disse que três ex-presidentes de Colômbia, México e Chile apoiam supostos grupos golpistas venezuelanos. (afp.com)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »