Ler Agora:
EUA envia brigada de 4 mil soldados ao Kuwait
Artigo completo 2 minutos de leitura

EUA envia brigada de 4 mil soldados ao Kuwait

Soldados Norte Americanos (DR)

Soldados Norte Americanos (DR)

Mais de 4.000 soldados norte-americanos com base em Fort Carson, Colorado, estão se dirigindo para o Kuwait, onde vão assumir uma das maiores forças terrestres dos Estados Unidos na região depois que o presidente Barack Obama pediu ao Congresso para autorizar uma acção militar contra os militantes do Estado Islâmico.

Obama descartou as operações de combate terrestre em larga escala, semelhantes às realizadas no Iraque e Afeganistão, mas solicitou a opção de usar a força militar contra os combatentes Estado Islâmico por três anos. O combate pode ser ampliado para “qualquer entidade sucessora intimamente relacionada” ao grupo extremista Estado Islâmico, que domina partes do Iraque e da Síria, impôs uma forma extrema da lei islâmica, e matou reféns, incluindo vários americanos.

O exército norte-americano tem mantido uma brigada no Kuwait desde o fim da guerra no Iraque, em

2011. Esses soldados têm trabalhado para treinar tropas locais de todo o Oriente Médio. Na mais recente movimentação de tropas para o Kuwait, uma equipe de combate de Fort Carson realizou uma missão de treinamento com os aliados, incluindo a Jordânia e os Emirados Árabes Unidos, que se juntaram à coalizão contra os combatentes do Estado Islâmico.

A unidade que viaja ao Kuwait agora é a força mais pesada de Fort Carson, armada com tanques e veículos de combate Bradley. Muitos de seus soldados são veteranos de uma ou mais brigadas de combate no Iraque. O grupo treinou mais de um ano para a missão Kuwait. O regime de treinamento da brigada preparou soldados para uma série de missões, de ajuda humanitária a combate directos e sem descanso, afirmou o comandante da brigada, coronel Greg Sierra.

Ele disse aos soldados e suas famílias que se a brigada entrar em conflito com combatentes do Estado islâmico, não restará dúvida dobre o resultado. “No final, se entrarmos em luta, ganharemos de forma decisiva”, disse. §

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »