Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Emissões Voltar a Lisboa com o seu carro velho custa mil euros e pode avariá-lo

0
(DR)
(DR)

Os mêcanicos alertam que os carros antigos não suportam a peça para a redução de emissões.

A lei que determina que os carros anteriores a 1996 ou 2000 não podem circular no centro de Lisboa, sugere que aqueles que o quiserem fazer instalem um dispositivo redutor de emissões que sejam “homologados pelo Instituto de Mobilidade e Transportes” (IMT). No entanto, existem alguns que podem avariar o seu carro.

O Jornal de Negócios avança que existem cinco dispositivos aprovados, mas destinados a veículos pesados. Contudo, as oficinas alertam de que é possível colocá-los em veículos ligeiros, mas que poderá danificar os veículos antigos.

Para instalar este tipo de filtros terá um custo que ronda os 600 a 700 euros, a que acrescem 100 euros de mão-de-obra. Porém, a oficina Paint Drive, no Porto, informa que “não é possível montar esta peça nos carros antigos”.

“Uma vez aplicaram num Seat Leon e aquilo correu tão mal que foi preciso mudar a centralina”, revela um funcionário ao Jornal de Negócios.

“Na grande maioria dos carros antigos não se justifica aplicar os filtros. Aquilo é um filtro de porcelana que acumula os gases”, que são eliminados através do processo de regeneração. “Mas para se chegar a este processo é preciso conduzir a velocidade elevada durante cerca de meia hora, pelo que em circuito urbano, no para-arranca, isso não acontece”. Caso não se faça a regeneração, o filtro estraga-se. Esta é a explicação do proprietário da Garagem Manique, em Lisboa.

Nesta oficina os preços rondam os 750 euros mais IVA, que acresce mão-de-obra de 150 euros. Num pesado, a instalação pode rondar entre oito mil a dez mil euros. (portalangop.co.ao)

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »