Cunene: Fortalecimento da OMA constitui prioridade para 2015

OMA (mpla.ao)
OMA (mpla.ao)

A secretaria provincial da OMA no Cunene, Madalena Ndafuluma, apontou hoje (terça-feira), em Ondjiva, o fortalecimento da organização como acção prioritária para 2015, com vista ao engrandecimento da base de militante do partido MPLA.

Em declarações à Angop, a dirigente da organização feminina do MPLA no Cunene explicou que será reforçada a capacidade de mobilização e sensibilização junto das comunidades no sentido de se reproduzir maior dinâmica na região.

Madalena Ndafuluma sublinhou que será dada continuidade ao trabalho de sensibilização e aconselhamento das famílias, em parceria com instituições religiosas e associações, com vista ao combate à violência doméstica.

Para a secretaria, o aumento da divulgação de informação de casos de violência doméstica, por parte da comunicação social, se reveste de particular importância, após a aprovação da lei que pune os actos de agressão praticados no âmbito familiar.

Na sua óptica, com maior divulgação da violência é possível a mudança de mentalidade e de consciência por parte da mulher angolana, favorecendo assim a cultura de denúncia na sociedade, para que a paz e a harmonia predominem nos lares.

Entretanto, qualificou de positivas as actividades desenvolvidas em 2014, tendo em conta o cumprimento das acções aprovadas, com principal realce para questões organizativas, de que resultara a melhoria do funcionamento das estruturas de base e na capacitação dos quadros.

Também destacou o êxito alcançado no aconselhamento das famílias sobre a violência doméstica, contribuindo no aumento de denúncia de actos de agressão física e psicológica, fuga à paternidade, entre outras, na sua maioria mulheres e progenitores.

Aproveitou igualmente a oportunidade para apelar a criação de um maior espírito de coesão, unidade e solidariedade no seio da mulher, de forma a contribuir positivamente nas acções tendentes à consolidação da democracia e reconciliação de todos os angolanos. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »