Cuando Cubango: Higino Carneiro defende medidas para neutralizar actos nocivos ao ambiente

Higino Carneiro, Governador do Kuando Kubango (Foto: Francisco Miudo)
Higino Carneiro, Governador do Kuando Kubango (Foto: Francisco Miudo)

O governador do Cuando Cubango, Higino Carneiro, disse segunda-feira, nesta cidade, que o abate indiscriminado de árvores para a produção do carvão, a caça de animais selvagens para o comércio e para a venda de marfim, constitui uma preocupação que impõe a implementação de medidas específicas para neutralizar estes factos nefastos, nocivos ao ambiente e a biodiversidade.

O governante fez este pronunciamento quando intervinha na abertura da 1ª sessão Extraordinária da Comissão Multissectorial para o Ambiente, que decorre em Menongue com fim previsto para esta terça-feira, uma acção enquadrada na semana Nacional do Ambiente, cujo acto assinalou-se no passado sábado.

“A presença dos caçadores furtivos para o abate de elefantes é mais visível nas regiões que fazem fronteira com a Zâmbia e Namíbia. Estamos a concluir o programa aprovado para equipar os destacamentos dos fiscais formados e instalados em Mavinga, Luiana, Luengue e Mucusso e brevemente serão acabados e instalados e equipados para a melhoria da qualidade de vida do pessoal”, informou.

De acordo com o governador, para o efeito impõe-se também que tão depressa quanto possível se defina a sua organização, a direcção e a sua coordenação dos próprios parques nacionais.

Assim, defendeu Higino Carneiro, precisa-se de continuar a promover e a realizar programas radiofónicos, de imprensa e televisivos para informar e promover esclarecimentos à população de maneira a ter presente a necessidade da mudança de alguns hábitos e costumes considerados nocivos à sociedade.

Informou, por outro lado, aos presentes que o Cuando Cubango é coberto em floresta em mais de 80 porcento, sendo que há muita coisa para ver e para delas se falar, tendo lembrando que a actividade dos fiscais ambientais formados tem sido relevante.

Deu a conhecer que a província que governa tem muitas coisas que permitem uma apaixonada discussão sobre as questões ambientais e também da biodiversidade, elementos que seguramente, pelo conteúdo do programa, serão abordados com profundidade durante o encontro. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »